MidiaMAIS / Cinema

Após liberação, MIS faz 1ª sessão noturna presencial com filme “Madalena” em Campo Grande

Sessão de cinema é gratuita e será realizada na quarta-feira (8)

Nathália Rabelo Publicado em 07/12/2021, às 16h39

None
(Foto: Divulgação)

O MIS-MS (Museu da Imagem e do Som) realiza sua primeira sessão presencial noturna de cinema com a exibição do filme premiado “Madalena”, como uma forma de retomada dos eventos presenciais após liberação da entrada do público. A exibição será nessa quarta-feira (8), às 19 horas, no MIS, localizado no 3º andar do Memorial da Cultura. O evento é aberto ao público e a entrada é gratuita.

O premiado “Madalena”, primeiro longa-metragem de ficção de Madiano Marcheti, tem como ponto de partida o corpo de Madalena, encontrado em uma plantação de soja. Na sequência a trama acompanha a história de três jovens - Luziane (Natália Mazarim), Bianca (Pamella Yule) e Cristiano (Rafael de Bona), que vivem contextos diferentes em uma mesma cidade.

Embora não se conheçam, o espírito de Madalena que esvoaça sobre a cidade, torna-se um elo entre os três. O longa denuncia a violência constante do país que mais mata a população LGBTQIA+.  “Madalena" foi rodado em Dourados e contou com mais de 20 atores do Estado no elenco.

Clélia Bessa, Joel Pizzini, Sérgio Pedrosa, Marcos Pieri, Beatriz Martins são os produtores do longa. A produção é da PóloFilme e da Raccord, em coprodução com Vira Lata e Terceira Margem. No elenco, Natália Mazarim, Rafael de Bona, Pamella Yule, Chloe Milan, Mariane Cáceres, Nádja Mitidiero, Joana Castro, Edilton Ramos, Maria Leite, Antonio Salvador e Lucas Miralles.  

Com estreia mundial no 50º Festival Internacional de Cinema de Roterdão (Holanda), o filme já foi selecionado para mais de 30 festivais internacionais e conquistou oito prêmios.  Destaca-se a seleção para o Festival Internacional de San Sebastian (Espanha), Festival de Biarritz (França) e Festival de Cinema de Lima Pucp (Peru), neste último sendo consagrado com três prêmios: Melhor Filme, Melhor Interpretação com o prêmio Gio aos filmes LGTBIQ+ de Crônicas de Diversidade) para Pamella Yulle e Melhor Direção também com com prêmio Gio. No Brasil o filme teve sua estreia na 45ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e foi exibido no Festival Mix Brasil de Cultura e Diversidade conquistando o Prêmio de Melhor Diretor.

Sinopse

Entre as vidas de Luziane, Cristiano e Bianca há pouca coisa em comum além do fato de viverem em uma pequena cidade cercada de plantações de soja no interior do Brasil. Embora não se conheçam, os três são afetados pelo desaparecimento de Madalena. Em regiões diferentes da cidade, cada um deles encontra seu modo de responder a essa ausência. 

Jornal Midiamax