MidiaMAIS

Madalena: filme gravado em MS aborda questões trans e conquista festivais internacionais

Filme "Madalena" já estreou em vários países e leva reflexões por onde passa

Nathália Rabelo Publicado em 13/09/2021, às 15h15

Filme "Madalena"
Filme "Madalena" - Foto: Divulgação

Portugal, México, Estados Unidos e Ucrânia. Esses são apenas alguns dos países que o filme “Madalena”, produzido e gravado em Mato Grosso do Sul, já conquistou admiradores durante festivais de cinema internacionais. Com direção de Madiano Marcheti e atuação principal de Pamella Yule, o filme aborda a vivência transexual de uma maneira raramente vista nas produções brasileiras.

“Entre as vidas de Luziane, Cristiano e Bianca há pouca coisa em comum além do fato de viverem em uma pequena cidade cercada por plantações de soja no Centro-Oeste do Brasil. Embora não se conheçam, os três são afetados pelo desaparecimento de Madalena. Em partes diferentes da cidade, cada um deles encontra seu modo de responder a essa ausência”, diz a sinopse.

[Colocar ALT]
Caption

De acordo com o diretor Madiano Marcheti, o filme nasceu para refletir sobre questões específicas da sua região de origem, que ainda é pouco representada no cinema: norte do Mato Grosso, “uma região da fronteira agrícola brasileira que passou por muitas transformações nos últimos sessenta anos”, explica.

Apesar dele ser do Estado “irmão” de Mato Grosso do Sul, o filme foi gravado em terras sul-mato-grossenses, nas cidades de Dourados, Bonito e Maracaju. Além disso, a atriz Pamella Yule, que dá vida à personagem Bianca, nasceu e mora em MS até hoje.

Dessa forma, o filme conta a história das transformações que aconteceram nesses lugares, mas tendo o universo trans como fio condutor da narrativa. “A ideia era refletir sobre as dinâmicas sociais específicas da minha região, ao mesmo tempo em que focava nas formas como elas impactam a vida das pessoas, especialmente daquelas que, em geral, são colocadas às margens, cuja própria existência é vista como uma afronta ao que é considerado 'padrão' para parte da sociedade”, fala o diretor.

Pamella Yule, atriz que mora em Campo Grande, ainda revelou que foi a primeira produção grande que participou. Responsável por interpretar a personagem Bianca, a atriz afirma que ambas têm muitas coisas em comum.

“A Bianca, minha personagem, é muito parecida comigo... uma mulher trans que não é marginalizada, mas ao mesmo tempo não está invulnerável. Tem a sorte de ter um noivo, é o elo mais forte entre o seu círculo social por ter um emprego fixo, uma vida tranquila... Madiano escolheu representar a Bianca de forma que é muito pouco explorada a imagem das mulheres trans e travestis nas produções audiovisuais brasileiras”, disse Pamella ao Jornal Midiamax.

Pamella Yule em "Madalena" (Foto: Divulgação)

Com equipe de peso, "Madalena" já foi selecionado para inúmeros festivais de cinema internacionais, conquistando fãs e admiradores de várias nacionalidades. Confira para quais festivais o longa já estreou:

  • Festival de San Sebastian - Filmes inacabados;
  • Festival de Rotterdam - Tiger Competition;
  • Festival New director New Films do MoMA em Nova Iorque;
  • Molodist Kyiv International Film Festival - Ucrânia;
  • Festival Internacional de Istambul - Vencedor do Tulipa de Ouro;
  • Taipei Film Festival - Em Taiwan, estréia do filme na Ásia;
  • Festival de Donostia/San Sebastián - Competição horizontes latinos;
  • Festival de Cine de Lima - Perú. [Nesse festival, Pamella ganhou o Prêmio Gio de melhor interpretação e o filme levou Premio Gio de melhor; roteiro e melhor primeiro filme da competição principal];
  • Festival de Biarritz Amérique Latine - França;
  • Festival Off Camera na Cracóvia;
  • Festival Queer Lisboa - Portugal;
  • Festival Internacional de Cine Guanajuato – México.

"Madalena" é o primeiro longa-metragem de Madiano, que teve a sua estreia mundial no Festival Internacional de Roterdã (IFFR), na Tiger Competition. Cada vez mais, a produção audiovisual alcança espaços no cinema.

“Ver o filme tomando essas proporções traz uma sensação de que um bom trabalho foi feito e que fiz a escolha certa aceitando o convite da direção de me juntar ao elenco”, revelou Pamella.

Filme "Madalena" (Foto: Divulgação)

O filme ainda não está disponível para assistir por aqui. No entanto, a atriz adiantou pra gente que a equipe de produção pretende rodar o longa ao máximo nos festivais de fora. Assim que "Madalena" participar de um festival no Brasil, estará disponível para assistir dependendo das regras de cada evento.

Contudo, você pode assistir ao trailer abaixo:

Trailer - Madalena from Produtora Viralata on Vimeo.

Jornal Midiamax