MidiaMAIS / Arquitetura

Rosa na decoração: aprenda a compor ambientes leves e delicados com a tonalidade

O rosa pode compor pinturas, móveis, acessórios ou revestimentos

Nathália Rabelo Publicado em 28/06/2021, às 17h22

Sala de estar mescla várias tonalidades de rosa para um ambiente romântico e sofisticado
Sala de estar mescla várias tonalidades de rosa para um ambiente romântico e sofisticado - Foto: Reprodução/Pinterest

Nos últimos anos, a febre “cor de rosa” invadiu a decoração! Independentemente da nuance eleita, o fato é que virou uma das opções que mais têm feito sucesso nos projetos de arquitetura e decoração. Muita gente achou que seria uma moda passageira, mas o surpreendente é que a sua força continua presente ano após ano, seja em pinturas, móveis, acessórios ou revestimentos.

Confira abaixo dicas de como usar a cor rosa na decoração da sua casa para criar ambientes leves, delicados e cheios de sofisticação.

Significado do rosa

Os tons de rosa podem ser amados ou odiados, mas não tem como negar que eles mudam o astral de um ambiente. Dos tons mais escuros e chamativos aos mais claros e delicados, são muitas vezes considerados como cores do romantismo, juventude e, de acordo com a psicologia das cores, do carinho, proteção e sensibilidade. Isso, é claro, tem tudo a ver com o principal item da natureza onde encontramos essa cor: as flores!

Embora seja tradicionalmente associado às meninas, o uso da cor e dos tons de rosa está passando por transformações e sendo inserido de forma que as tonalidades se tornem mais neutras. Dessa forma, o rosa passa a fazer parte de toda a decoração da casa, do quarto à sala de estar, cozinha e banheiro, numa decoração que pode ser tanto mais clássica como mais contemporânea; séria ou descontraída.

Versatilidade nos revestimentos

Não importa o estilo e tamanho do ambiente: os revestimentos cor de rosa caem muito bem em praticamente todos os cômodos da casa, seja para a decoração feminina, masculina ou unissex.

Especialmente as variações mais clarinhas de rosa ficam perfeitas para revestir pisos e paredes e criar uma atmosfera leve. Podem ser peças em diferentes tonalidades, tamanhos e formatos, para compor os ambientes. Outra dica interessante é mesclar diferentes tipos de revestimentos, texturas e colorações, de forma que conversem entre si, até mesmo fazendo uma espécie de degradê ou tom sobre tom.

Revestimentos em formato hexagonal nas paredes deste banheiro na tonalidade rosa (Foto: Luis Gomes)

Quarto minimalista

Você está pensando em mudar o quarto e deixar ele com uma aparência mais leve? Usar a cor rosa em tons pastéis em quartos minimalistas pode ser uma ótima ideia. A tonalidade pode ser a principal cor da decoração do painel da parede, roupa de cama ou até mesmo da cadeira-criado.

Rosa ocupa espaços minimalistas para dar destaque à base branca (Foto: Reprodução/Pinterest)

Clarinho para o escritório

Investir em tons clarinhos de rosa é uma boa alternativa para quem quer colocar mais cor dentro do ambiente de trabalho sem destoar muito da base branca.

Além de manter o local com ar de seriedade, deixa muito mais sofisticado.

Ambeintes de trabalho combinam com tonalidades bem claras de rosa (Foto: Reprodução/Pinterest)

Banheiro rosa

E que tal um banheiro rosa? Inspirados nos banheiros antigos da década de 40 que poderiam ser feitos com louças coloridas, esta nova versão traz um toque contemporâneo e super estiloso.

Ousado, chique e cheio de personalidade (Foto: Reprodução/Pinterest)

Quartos de bebês

O rosinha quase amarronzado é uma cor mais “crua”, podendo ser o ideal para ambientes mais neutros e calmos, como o quarto do bebê.

As diversas tonalidades de rosa abrem um mundo de possibilidades para a decoração. Seja para compor ambientes inteiros ou apenas chamar atenção em detalhes, a verdade é que o rosa segue conquistando mais e mais corações.

Para menina ou menino (Foto: Reprodução/Pinterest)

Jornal Midiamax