A edição 24 do Brasil começou há pouco mais de uma semana, mas o comportamento dos brothers dentro da casa mais vigiada do país já levantou diversos debates na web, como etarismo, machismo, homofobia e transtornos alimentares.

Este último exemplo é o que mais perdura, afetando diretamente a modelo Yasmin Brunet, que compõe o time ‘Camarote'. Os comentários feitos por Rodriguinho acerca da alimentação da sister têm gerado grande discussão nas redes sociais, mas também muitas dúvidas a respeito do transtorno.

O que é compulsão alimentar e como o transtorno se desenvolve?

Quando se fala sobre transtornos alimentares, é muito comum confundir o ‘comer emocional' com compulsão alimentar e por isso é muito importante buscar um profissional que possa identificar e diagnosticar o paciente, neste caso, um psicólogo ou psiquiatra.

A reportagem conversou com a Camila Bristot Kill, psicóloga clínica em terapia cognitivo-comportamental, para explicar mais sobre tais condições.

O ‘comer emocional' configura um comer disfuncional que, como o nome já diz, está relacionado à saúde emocional do paciente. É quando bate aquela vontade desesperadora de descontar as frustrações, angústias, irritabilidade, tensão e ansiedade na comida. Ou seja, essa condição é mais comum e por isso muitas pessoas se autodiagnosticam, dizendo ter compulsão.

Acontece que os sinais da compulsão são diferentes e marcados pelo excesso, como: comer muito mesmo sem sentir fome, se alimentar muito rápido com sensação de perda de controle, comer até se sentir desconfortável e até comer escondido por sentir vergonha de si. Neste caso, nem sempre haverá gatilhos. A compulsão é silenciosa e situações externas nem sempre serão as causadoras de um episódio. E um único paciente não precisa, necessariamente, apresentar todos os sinais, mas, na compulsão, ele terá, no mínimo, um episódio do trastorno por semana.

Como deve ser feito o tratamento?

Em ambos os casos, a terapia cognitiva-comportamental é a abordagem mais indicada. Durante o tratamento, a ideia é que o paciente saiba lidar com suas próprias emoções, sabendo identificar os gatilhos para seu transtorno. O objetivo é manter uma boa relação com a comida, reformulando estratégias para que os pacientes lidem de maneira saudável, sem aderir a outros hábitos maléficos.

Entenda o caso de Yasmin Brunet

Durante a madrugada de sábado (13), Rodriguinho e Nizam estavam no quarto do líder conversando sobre o corpo de Yasmin Brunet, enquanto a modelo separava suas para tomar banho. Nizam, então, perguntou a opinião dos brothers sobre o corpo da modelo.

Depois, o cantor Rodriguinho, líder da semana, disse que o físico de Yasmin “já foi melhor”. “Ela já foi melhor, mas está mais velha hoje. Mas o rosto dela é lindo”, disse o pagodeiro. “O rosto dela é lindo, mas acho o corpo dela meio estranho, tá ligado? A bunda dela…”, respondeu Nizam.

Rodriguinho continuou com os comentários e falou até da dieta de Yasmin. “Ela tá mais velha e largou mão. Hoje ela comeu dois pacotes de bolacha com requeijão inteiro! Ela sai comendo! Mas lá fora, arrumadona na balada, negão, deve ser bem…”.

No dia seguinte, Rodriguinho voltou a falar sobre a alimentação da loira, dizendo que ela voltaria para casa “rolando” e ainda sugeriu que ela mudasse o nome para “Yasmim Comer”. “Com essa compulsão aí, você vai sair rolando aqui da casa!”, disparou. Yasmin, sem graça, respondeu: “Eu sei!”, enquanto ele ria. “‘Ah, ganhou', e você sai rolando na frente do Tadeu. Já pensou?”, brincou o cantor, enquanto a modelo escondia o rosto por estar visivelmente constrangida.

Na segunda-feira (15), o cantor voltou a disparar comentários sobre a colega de confinamento. Ao vê-la se alimentando na cozinha, o cantor disparou: “Não é Yasmin Brunet, é Yasmin ‘Comer'. Mastiga…”, disse o líder enquanto ela comia e conversava com Wanessa Camargo na cozinha. “Só mastigando o dia inteiro”, concordou Giovanna Pitel. Sem graça, a modelo riu da situação.

Ainda na segunda, cansada dos diversos comentários sobre seu corpo e alimentação, Brunet pediu para que o cantor a deixasse em paz, após ele afirmar que a modelo estava “começando a dar prejuízo na xepa” e que quando a produção percebesse, expulsariam a sister. Mesmo falando sobre já ter sofrido com a compulsão alimentar, Rodriguinho não se desculpou e continuou fazendo as ‘piadas'.

Na última terça-feira (16), Yasmin Brunet chegou a comentar, durante o raio-x, que estava muito mal e tendo episódios de compulsão alimentar. “Estou completamente descompensada na alimentação. Estou muito ansiosa. Eu já tive questões alimentares, então tô depositando absolutamente tudo na alimentação”.

Para compensar a ansiedade em outra coisa, a sister voltou a fumar cigarro, após 5 anos sem. Vale lembrar que Yasmin já revelou ter começado a fumar aos 13 anos.