Está acompanhando? No ar desde segunda-feira (22) na Record, a segunda temporada de “A Grande Conquista” chegou chegando e entregando muito. Mas, em meio aos 100 participantes confinados no reality show (formato original da emissora), vários mal tem aparecido nas edições do programa. Entre eles, o advogado, professor de japonês e cantor sul-mato-grossense Hideo Matsunaga, que praticamente não é visto.

“Cadê ele?”, “O Hideo sumiu”, “Liguei pra ver nosso conterrâneo e não vi foi nada” são alguns dos comentários nas redes sociais sobre a ausência de destaque para o ponta-porãense. Contudo, como o jogo começa com 100 pessoas, entre famosos, subcelebridades e anônimos, Hideo não é o único a não aparecer.

Até quem assiste ao reality todos os dias encontra dificuldade para decorar os nomes de toda a galera. E nem é necessário, porque a maioria mal tem tempo de tela. Nesses primeiros episódios, inclusive, o programa tem se concentrado em narrativas envolvendo alguns nomes específicos e pesado a mão nos VTs para as mesmas pessoas.

Hideo, por sua vez, quando aparece, é sempre visto ao fundo conversando com alguém, enquanto as coisas acontecem em “A Grande Conquista”.

Trajetória do sul-mato-grossense no reality da Record

Apresentado por Rachel Sheherazade, “A Grande Conquista” divide os 100 confinados em três casas: a verde, a azul e a laranja – sendo, nesta ordem, o grau de dificuldade de cada uma. A verde é a que tem mais mordomias e luxos e enfrenta menos perrengues. A azul é o meio-termo: nem tão boa e nem tão ruim. Já a laranja… é lá que os conquisteiros passam os maiores apertos.

Com sorteios e decisões tomadas logo no primeiro episódio, Hideo foi designado para a Casa Azul. Lá, ele divide o espaço com mais 32 moradores. Ao todo, 33 pessoas moram no ambiente, que conta com apenas 7 camas.

Sem tempo de tela nos dois primeiros episódios, o advogado sul-mato-grossense teve mais espaço nesta quarta-feira (24), quando foi indicado à primeira Zona de Risco (nome do paredão de “A Grande Conquista”). Mas, ao participar da Prova da Virada para escapar da berlinda, Hideo levou a melhor com seu grupo e já não corre perigo de estar entre os primeiros eliminados.

Também nesta quarta (24), inclusive, o professor de japonês teve sua primeira discussão. Ele e a participante Graci Zermiani brigaram por causa das refeições na casa azul. A golfista ficou sabendo que o sul-mato-grossense disse que ela estava “estragando” a comida e foi tirar satisfação, argumentando que estava comendo pouco e abdicando de seus cafés da manhã para comer uma banana.

Sem paciência para a concorrente, Hideo disparou: “Você está querendo aparecer, é isso, você quer aparecer”.

Graci e Hideo em "A Grande Conquista" - (Foto: Reprodução, Play Plus) advogado ms reality record
Graci e Hideo em “A Grande Conquista” – (Foto: Reprodução, Play Plus)

Antes de entrar em “A Grande Conquista”, o advogado prometeu que “causaria” no reality. Talvez esse seja o primeiro indício de que ele vai mesmo cumprir a promessa.

A briga, no entanto, só pôde ser acompanhada por quem assina o PlayPlus e assiste ao programa pelo payperview. Talvez, a emissora exiba o momento no episódio desta quinta (25).

Quem é Hideo, sul-mato-grossense em A Grande Conquista

Avisa que veio aí… o cantor, advogado e professor de japonês Hideo Matsunaga está no elenco de “A Grande Conquista”, reality show original da Record que estreou na segunda-feira (22). Natural de Ponta Porã (MS), cidade localizada a 312 quilômetros de Campo Grande, o artista tem 36 anos e representa Mato Grosso do Sul na competição.

“Eu tô muito animado com esse programa, estou atrás do meu sonho. Todo mundo sabe que eu amo cantar. Vai ser uma vitrine maravilhosa. Conto com vocês porque eu vou causar lá, o japonês vai causar”, declarou Hideo em vídeo divulgado em suas redes sociais.

Nascido na fronteira de MS com o Paraguai, o descendente de japoneses se considera um verdadeiro paraguaio e, apesar de atuar como advogado na área cível e ser professor de língua japonesa, seu maior sonho é viver da música.

Com 16 anos, Hideo participou de um concurso de karaokê pela primeira vez. Desde então, passou a concorrer em diversos concursos pelo Brasil, conseguindo ficar entre os 10 melhores do país em 2009. Aos 18 anos, recebeu o convite para iniciar como cantor sertanejo e, por conta disso, recebeu o nome artístico de Bruno Carrera – como é conhecido por muitos.

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. Acima de tudo, o sigilo é garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.