O tanque da sucuri Gaby, no Bioparque Pantanal, ganhou novos ilustres moradores. Mas se engana quem pensa que chegaram novas sucuris para conviver com a “rainha” do aquário. Na realidade, são pequenos peixinhos que agora vão fazer companhia para a solitária e antissocial cobra em seu recinto.

A novidade foi anunciada pelo Bioparque Pantanal nesta quarta-feira (25). Como o tanque de Gaby é dividido entre uma parte seca e outra alagada, o espaço de água agora também é aproveitado por sardinhas-de-água-doce e um peixe-cachorro, que têm nada menos que uma famosa e polêmica sucuri como dona do recinto.

“Os peixes foram colocados no recinto da Gaby para que ela fique ainda mais próxima do ambiente natural, pois como a espécie nada bastante nos rios, tem contato com esses animais. Eles fazem parte do ecossistema que ela habita. Eles também foram colocados para causar estímulos de comportamentos naturais”, explica ao Jornal Midiamax Carla Kovalski, Bióloga-chefe do Bioparque Pantanal e responsável pelo bem-estar dos animais do complexo.

Em relação à alimentação, a bióloga do Bioparque diz que os peixes são muito pequenos e, por isso, a sucuri não tem interesse em se alimentar dos mesmos. “Também não condiz com seus hábitos alimentares. A sucuri tem hábito de se alimentar de pequenos mamíferos, aves e alguns outros répteis. Os peixes não correm nenhum tipo de perigo, de ameaça, eles estão no local para o recinto ficar ainda mais próximo do natural”, garante Kovalski.

Veja os novos companheiros de Gaby, anunciados nesta quarta-feira:

Saúde e bem-estar da sucuri

Vale lembrar que Gaby é conhecida por seu jeitão antissocial e já chegou a enfurecer os visitantes por ficar, na maioria das vezes, distante e escondida em seu tanque, causando frustração em quem chega ao Bioparque na expectativa para vê-la.

Diante disso, a diretora-geral do Bioparque Pantanal, Maria Fernanda Balestieri, inclusive, chegou a mandar um recado para os irritados com o fato da cobra nem sempre aparecer.

“Adotando o conceito e as melhores práticas dos considerados bons zoológicos e aquários no Bioparque Pantanal, antes mesmo do lazer, prezamos pela saúde e bem-estar dos nossos animais. Aqui, o instinto e a vontade dos animais são respeitados”, avisou ela.

Antissocial, sucuri do Bioparque foi chamada até de “vaca”

Antes disso, chateados por nunca terem conseguido ver a sucuri Gaby quando visitaram o Bioparque Pantanal, moradores de Campo Grande detonaram a cobra e os comentários deram o que falar.

“Ontem fui lá e ela só escondida, bicha sem graça”, “Eu fui lá 2 vezes. Uma ela estava escondida e a outra estava enrolada”, foram algumas das reações. E o descontentamento não para por aí. Até ofensas foram proferidas para a pobre Gaby.

“Fui duas vezes e essa vaca não apareceu”, “Eu não consegui ver, ela estava escondida no tronco”, “Quando fui ela se escondeu” e “Vi muita criança batendo nos vidros… nossa! Todo lado vi isso, não fiquei muito tempo lá dentro. Me senti incomodada e já fui embora logo”, relataram mais moradores de Campo Grande.

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. Acima de tudo, com sigilo garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.