O abraço que simboliza o acolhimento. O coletivo, no entorno de 1,5 m² da Estadual Arlindo de Andrade Gomes, no Lar do Trabalhador, em Campo Grande. É desta forma que alunos, professores e funcionários enfrentaram o calor de 32°C e fizeram um abraço coletivo e nos ares, para marcar os 50 anos da escola. O ato em comemoração ocorreu após o intervalo, nesta quinta-feira (30).

Aluna nos anos de 1996 e 1997, Délia de Jesus Ajala, de 62 anos, retornou na escola para trabalhar, tanto como funcionária comissionada e depois concursada. “Meu último retorno foi em 2015, agora como auxiliar de limpeza. Eu sou a que todo mundo chama ‘tia, tia’. Fico feliz de estar nesta comemoração. Gosto muito da escola, é um local muito organizado”, comentou.

Iolanda é a 2ª mais antiga atuando na escola. Foto: Graziela Rezende/Jornal Midiamax
Iolanda é a 2ª mais antiga atuando na escola. Foto: Graziela Rezende/Jornal Midiamax

A auxiliar administrativo Iolanda dos Santos Noleto, de 55 anos, está na escola desde 2003 e é considerada a “2ª funcionária mais antiga”.

“Vou completar 20 anos aqui no dia 3 de dezembro deste ano. Eu falo que esta escola é a extensão da minha casa. Gosto de trabalhar aqui. Gosto do que faço e trabalho com uma equipe unida e que está sempre em prol de ajudar os alunos. Tudo é feito com maestria”, disse.

O diretor da escola, Marcelo José dos Santos, de 48 anos, o ‘Tekão’, comenta que iniciou a trajetória no “Arlindo” em 2012, quando lecionava Geografia. Após três anos, se tornou membro do colegiado, depois foi diretor adjunto por dois anos e, em seguida, diretor. Hoje, pra lá e pra cá, foi ele quem organizou os alunos e fez questão de comemorar o meio século de existência da escola. “É um momento muito especial”, falou.

Patrono foi juiz, vereador e prefeito de Campo Grande

O patrono da escola, ainda conforme o diretor, foi vereador, prefeito em 1921 e 1922, em Campo Grande, além de de Direito. “Inclusive, também está fazendo 100 anos que ele foi prefeito aqui. E a escola foi fundada em 1973 e nós fizemos todo o levantamento histórico, do nosso memorial. No dia 11, teremos este evento interno e falar de tantas vidas que passaram por aqui, foram desenvolvidas, potencializadas, então, neste momento, tivemos o abraço coletivo dos atuais alunos”, contou.

Funcionários no abraço coletivo. Foto: Graziela Rezende/Jornal Midiamax
Funcionários no abraço coletivo. Foto: Graziela Rezende/Jornal Midiamax

No período vespertino e noturno, o diretor fala que as comemorações continuam. “A celebração conta com funcionários e professores mais antigos. Temos hoje uma linha histórica dos gestores, até quem estava aqui em 1975 e também estamos convidado a equipe antiga da sede e demais autoridades. No dia 11, nossa cerimônia será de celebração da vida, de histórias, de ex-alunos que se tornaram mestres, doutores, então, hoje é o início de tudo, de mostrar esse carinho que temos pelo Arlindo. Nós buscamos sempre a pedagogia do amor, de ser uma grande família”, avaliou.

Um dos alunos, de 17 anos, que não será identificado por se tratar de um adolescente, fala que cursou todo o ensino médio na escola e lá sente um “ambiente seguro” para dar novo rumo à vida.

Centenas no abraço

O abraço coletivo envolveu 300 alunos na manhã desta quinta-feira (30), do ensino médio regular e integral. No período da tarde, mais 300 alunos do integral e fundamental – do 6° ao 9° ano – também vão participar da homenagem, sendo o início das comemorações. Para registrar o momento, um operador de e fotógrafos estiveram no local.

Já no dia 11 de abril a comunidade interna, envolvendo alunos e servidores da ativa, bem como ex-servidores, farão a comemoração dos 50 anos da escola. Na ocasião, além de homenagens, ocorrerão apresentações e palestras durante todo o dia.

Veja o vídeo instantes após os alunos fazerem o abraço coletivo: