O quadro de Natal, direto da China, está posicionado logo na entrada da casa, na Vila Planalto, em Campo Grande. É ali que o aposentado Jonas Pereira Vaez, de 94 anos, recepciona dezenas de pessoas para as festas natalinas, entre os cinco filhos, 17 netos e 18 bisnetos. Mas, mesmo quem não é convidado, pode contemplar a paixão dele por este período, passando em frente ao anoitecer e encontrando muita magia com luzes acesas por todo lado.

Há pelo menos uma década, de acordo com Jonas, o imóvel é iluminado. Ano a ano, diz que reaproveita as luzes e “acrescenta mais uma coisa ou outra”. Neste ano de 2023, no entanto, um tombo fez com que ele mesmo não pudesse fazer a decoração, mas, uma neta e um bisneto colocaram tudo no devido lugar.

‘Sinto uma alegria muito grande no Natal’, diz Jonas

Jonas na porta de casa, em Campo Grande. (Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)
Jonas na porta de casa, em Campo Grande. (Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

“Aqui tem lâmpada para tudo que é lado, porque é uma alegria muito grande que eu sinto no Natal. É o momento em que a casa fica cheia. Eu recebo os filhos netos e bisnetos. Tem alguns que moram na França, outros na Suíça e tem gente ainda espalhada por Brasília, Niterói [RJ] e . O restante mora aqui mesmo”, afirmou Jonas ao MidiaMAIS.

Com todo mundo reunido, Jonas diz que ocorre a ceia por volta das 22h do dia 24 e também o tradicional churrasco no dia 25 de dezembro. E também não pode faltar, já que Jonas ama “dançar um baile”, como ele mesmo diz, o qual ele com a companheira, que está junto há 73 anos ou então filhas e netas.

“Trabalhei por 36 anos sem nunca chegar atrasado e mantive a minha empresa por muitos anos. Agora é um momento especial, em que estou aproveitando e fico extasiado no período da noite. Aqui fica lindo, é extraordinário. Fico sempre esperando para matar a saudade e sei que minhas netas também ficam esperando para ver o vô”, argumentou.

A Adriana Xavier, de 55 anos, trabalha para a família desde 1998. Seu Jonas, inclusive, não aceita chamá-la de funcionária e sim diz que já é uma “grande amiga”. “O Seu Jonas e a esposa dele são pessoas extraordinárias. Eles casaram em 1950. Aliás, a família toda. E ele realmente ama o Natal, é um momento que o deixa extasiado. E, para a dele, é alguém muito forte, lúcido e especial”, finalizou.

Veja aqui o vídeo da decoração natalina no período noturno:

Leia também:

Natal aqui é bem diferente do que temos no imaginário, então nada melhor do que bebida refrescante

Conheça o Papai Noel ‘sem Natal’ que se doa há 32 anos para manter magia em Campo Grande