Esses dias uma “trintona” postou na rede social: “Só eu que estou achando esta geração muito fria? Gente, na minha época, comprar material escolar era um acontecimento. Eu passava até mal, não dormia direito na noite anterior”.

Mais velho ou mais jovem, quem tem paixão por canetas e lapiseiras “fofinhas” é assim. Em Campo Grande, saiba que são muitas as opções e dos mais diversos preços. O MidiaMAIS percorreu papelarias e lojas do ramo, na região central, encontrando os mais diversos preços.

As canetas, do tipo tinteiro, preta e azul, são as mais procuradas. Além da ponta fina, são decoradas com as mais diversas cores, com ponta de laço, diamante, carinhas e diversos personagens. No Centro, elas variam entre R$ 5 a R$ 10 cada. No Shopping, conforme apurado pela reportagem, são encontradas em pequenas bancas e livrarias, ao custo médio de R$ 20 cada.

Foto: Graziela Rezende/Jornal Midiamax
Foto: Graziela Rezende/Jornal Midiamax

Depois das canetas, a maioria já pensa no lápis ou lapiseiras. Entre eles, as cores neon tornam o objeto mais atrativo e, consequentemente, o preço é maior.

Enquanto um lápis comum pode ser encontrado a R$ 1,50, os decorados custam, no mínimo, R$ 3.

Já no caso das lapiseiras, a variedade de preços é ainda maior, custando de R$ 5 a R$ 37, quando se fala na tradicional pentel.

Borrachas em diversos formatos

Foto: Graziela Rezende/Jornal Midiamax
Foto: Graziela Rezende/Jornal Midiamax

As borrachas não ficam para trás quando se fala em criatividade. Nos mais diversos formatos – bola esportiva, flores, borboletas, cactos, batata frita e até milho – podem ser encontradas em papelarias de Campo Grande, pelo custo mínimo de R$ 3 até R$ 8.

Marca-texto

Foto: Graziela Rezende/Jornal Midiamax
Foto: Graziela Rezende/Jornal Midiamax

Você é do time que precisa sublinhar tudo e das mais diversas cores? Que faz aquele resumão usando um marca texto? Se quer acrescentar mais este item no estojo, vai desembolsar ao menos R$ 3,50 por cada cor que escolher.

No entanto, quem quer fazer economia, pode encontrar opções de comprar o pacote e até encontrar marca-texto, em tons pastel, por apenas R$ 13 o pacote. No formato mini, como em ovos fofinhos, é possível pagar entre R$ 8 e R$ 12.

Foto: Graziela Rezende/Jornal Midiamax

Apontador ou miniatura de relíquia?

Quem aí tá acostumado com aquele apontador pequeno, de ferro, que dizem que “dura uma vida”, pode esquecer: são inúmeras as opções de apontadores, com uma, duas, três saídas para diferentes tamanhos de lápis a serem apontados. E o MidiaMAIS se surpreendeu ao encontrar imitações de relíquia que, pasmem, são apontadores e podem até decorar o ambiente. Quem optar por ele, saiba que vai precisar de um estojo maior, pois, não são pequenos.

Veja o vídeo:

Imagens: Graziela Rezende/Jornal Midiamax

Enfim, a saga no início do ano é conciliar a economia com o desejo dos filhos ou até mesmo do cliente, se estiver na faculdade e compra para si próprio o material escolar. Se for o caso de criança, uma dica é reaproveitar parte dos materiais escolares, do ano anterior, como régua, tesoura, caderno com poucas folhas preenchidas e até a mochila, por exemplo.

Quem tiver paciência, também pode ir comprando aos poucos e, claro, fazer muita pesquisa. Uma opção é também avaliar se o material está com bom preço na internet, buscando sites confiáveis e que façam comparação de preços. É isso, bom ano, bons estudos e boas anotações!

Foto: Graziela Rezende/Jornal Midiamax
Foto: Graziela Rezende/Jornal Midiamax

Leia também:

Material escolar da rede municipal já tem previsão para ser entregue a alunos; confira