A primeira cena já mostra o que se estenderia ao longo de todo o : inteligência da nova geração com o uso de tecnologia a todo instante, seja na comunicação entre mãe e filha, com os amigos dela, na contratação de serviços e por aí vai. No entanto, o spoiler do próprio nome – Desaparecida – já demonstra que alguém vai sumir e mais, que o perigo pode estar muito mais perto do que se imagina.

Neste caso, June (interpretada pela jovem atriz Storm Reid) fica sabendo que a mãe vai viajar para com o novo namorado. Sem dar bola para a sequência de orientações que recebe, se importa apenas com a grana que ganhou para passar os dias e organiza várias festas. Dança, se diverte, chega a passar mal e revira toda a casa da mãe.

No dia da volta, quando ficou incumbida de buscar a mãe Grace (Nia Long) e namorado Kevin (Ken Leung), passa horas no aeroporto com uma plaquinha e não a vê. Assim que confere que o avião dela pousou e realmente não tem informações, volta pra casa e inicia as apurações: liga para o hotel onde ela está e conversa um ‘portunhol’ enrolado com o funcionário, onde descobre que os hóspedes deixaram as malas no local e sumiram.

Em seguida, pede ajuda da polícia, porém, a burocracia impede uma rápida investigação. O suspense então ganha mais força, já que a jovem vai consultando o dinheiro que ainda tem disponível e contrata uma pessoa para entrar no local, conversar com funcionários e tentar imagens de câmeras.

Ao mesmo tempo, uma amiga envia um sistema que verifica imagens em tempo real e ela então consegue ver cenas, que seriam supostas imagens da última vez em que a mãe foi vista, em uma suposta cena romântica de Grace e Kevin.

Neste período intocada em casa e tentando montar o quebra-cabeça do sumiço da mãe, Jane recebe visitas da única amiga da mãe, que também é advogada da família, além de outra amiga. Ela se nega a dormir em outro local e só pensa em ficar em casa buscando pistas.

Na sequência, descobre que Kevin é um golpista e que enganava outras mulheres. A imprensa e a fervorosas também se envolvem no caso e chegam a falar em uma reviravolta, já que descobrem que Grace também tem outra identidade.

Neste momento, June começa a ficar intrigada, sem entender a própria história, já que tudo o que sabe sobre o pai e a mãe dela podem não ser mais verdade. Esperta, descobre muita coisa e se envolve de tal maneira que ela passa a ser vítima de um criminoso – o qual jamais vou dar spoiler de quem é, porém, digo que é surpreendente e vale a pena demais assistir!

Veja o trailer:

Leia também:

#MidiaMAISviu: O Pior Vizinho do Mundo é o ‘sincerão’ que todo mundo queria ser por um dia

#MidiaMAISviu: Cinebiografia de Whitney Houston devolve dignidade à diva com ‘altos e baixos’

Onde assistir Desaparecida?

Em , nesta semana, o filme está em cartaz nos três cinemas – Cinemark, Cinépolis e UCI – tanto dublado como legendado, com horários que começam às 15h10 e se estendem até 21h30.

Saiba Mais