Para quem ainda não conhece a obra da artista plástica douradense Gislene Brandão, a oportunidade termina nesta sexta-feira (21), na Casa da Cultura UEMS – Espaço Guaraoby. Na exposição ‘Fases’, ela reúne obras com múltiplas linguagens artísticas em telas que representam décadas de desenvolvimento artístico.

Gislene começou sua carreira no início da década de 90 com o grupo de grafiteiros Aerosol. O grupo era conhecido por fazer obras em diversas áreas urbanas, especialmente na região metropolitana de São Paulo e Rio de Janeiro.

Suas pinturas e obras já alcançaram lugares distantes, como lowa nos Estados Unidos, onde participou de exposições com seus quadros, e em Frankfurt, na Alemanha, e em Portimão, em Portugal. Em Dourados, as obras muralistas da artista podem ser encontradas em vários pontos da cidade, como na Praça Antônio João.

“O grafitti sem sombras de dúvidas foi a forma com que consegui imprimir minha identidade através de murais e paredes com cores vibrantes e alegres”, conta Gislene. A artista segue diferenciadas técnicas e estilos artísticos de desenho desde arte contemporânea com elementos do pop art, cubismo e grafitti a pinturas elementadas na arte clássica e no realismo.

“Minha inspiração por trás da exposição vem da minha reflexão sobre meu trabalho, minhas vivências nos diferentes núcleos culturais e realidades distintas que fui vivenciando. Gosto também de retratar o empoderamento das mulheres, a representatividade dos povos originários, a fauna pantaneira, a infância, a arte de rua e a poesia regional”, acrescenta a artista.

Serviço

A exposição das obras de Gislene Brandão é aberta ao público e pode ser visitada nesta sexta das 7h30 às 21h30. A entrada é gratuita.

A Casa da Cultura está localizada na Rua Monte Alegre, 1955 – Vila Progresso. Mais informações sobre o espaço pelo e-mail: dcel@uems.br ou pelo telefone (67) 3902-2636.