Não se deve limpar casa e nem ‘pisar duro’ no chão na Sexta-feira Santa? Para alguns sul-mato-grossenses e católicos rigorosos em geral, além de não comer vermelha no dia dedicado à memória de Jesus Cristo, outros costumes também não são permitidos nesta data religiosa que marca a crucificação e a morte do filho de Deus, segundo a Bíblia.

Por isso, o Jornal Midiamax conversou com alguns católicos mais antigos para saber quais as restrições em seus ambientes familiares na Sexta-feira Santa e, a partir dos relatos, separamos a seguinte lista com as tradições mencionadas. De acordo com os religiosos, NÃO SE DEVE:

  • limpar casa
  • pisar duro no chão
  • lavar roupa
  • falar das 12h às 15h (momento de silêncio)
  • comer carne vermelha
  • fazer trabalho braçal
  • matar animais, mesmo que seja para alimentação
  • ouvir música alta
  • dançar
  • falar alto
  • consumir bebida alcoólica

De acordo com os católicos consultados, estes são alguns hábitos considerados pecaminosos se praticados na Sexta-feira Santa. Ainda conforme os relatos, neste dia Santo, deve-se fazer jejum até o meio-dia.

Assim, a lista de regras é seguida todos os anos, ou pelo menos há uma tentativa por parte dos mais velhos. É que os jovens se recusam a cumprir alguns dos itens acima, isso quando cumprem algum, ponderam os entrevistados.

Sexta-feira santa
Sexta-feira Santa é dia de reza e reflexão – (Foto: Marcos Morandi)

Sexta-feira Santa para a Igreja

Contudo, Lara Barbosa, Arcebispo de , afirma que estas não são regras impostas pela Igreja Católica. Ao Jornal Midiamax, ele comenta os costumes mencionados e pontua sobre as tradições das famílias para Sexta-feira Santa.

“A maior parte desses costumes são criações familiares, com finalidades pedagógicas de levar as a se comportarem bem durante a Quaresma. Mas não são prescrições litúrgicas, ou seja, prescrições oficiais da Igreja”, destaca.

Quanto à Sexta-Feira Santa, todas essas regras acabam se concentrando, já que é um dia central na celebração do Mistério Pascal de Cristo, que inclui sua paixão, morte e ressurreição, ressalta Dom Dimas.

“A Sexta-Feira Santa é um dia de reflexão, de penitência, de jejum e abstinência de carne. Dia em que realizamos a solene celebração da paixão. Assim, guardar um pouco mais de silêncio, para meditação das Escrituras e para a oração, faz parte do jeito católico de vivermos esse dia”, orienta o Arcebispo.

Missa Páscoa 2022

Sexta-feira santa
Arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa

Não pode ‘pisar duro’ e limpar casa na Sexta-feira Santa?

Dom Dimas esclarece ainda que desconhece a origem de todas as regras mencionadas e pondera sobre a literalidade de algumas. “Mas imagino que giram em torno do que já disse. Assim, ‘não pisar duro no chão’ deve ter a ver com o não se irritar, manter a calma”, acredita.

“Quanto a limpar a casa, não só na Sexta-Feira Santa, mas aos domingos, deve-se reservar um tempo para o descanso, o culto, a oração, obras de caridade. Não são dias normais de trabalho. É dia de abstinência de carne, como forma de solidariedade com os que passam fome. Mas não basta não comer carne. É preciso ser proativo nas boas obras”, declara o religioso.

Já sobre a história de ficar em silêncio das 12h às 15h, Dom Dimas afirma: “nunca ouvi falar”. Por fim, o Arcebispo de Campo Grande comenta as diversas formas de jejum praticadas na Sexta-feira Santa.

“Existem alguns mais rigorosos que passam o dia a pão e água. Outros apenas reduzem as quantidades”, finaliza ele, dizendo que todas as maneiras de demonstração de respeito são válidas.

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok