Mato Grosso do Sul será de novela do horário nobre da TV Globo pela segunda vez. Depois do remake de “Pantanal” ter sido filmado no estado, é a vez de uma produção original escrita por Walcyr Carrasco, que até então não tem nome confirmado. As gravações já são realizadas entre os municípios de e , sendo que neste último está localizada uma fazenda onde 80% das cenas da nova trama serão filmadas.

A informação de que a propriedade será a locação predominante é do próprio dono, Aurélio Rocha. A fazenda se chama Annalu e é administrada por um grupo do Estado que produz e vende commodities agrícolas. Pertencem à mesma companhia áreas em outras oito cidades do estado, que somam mais de 50.000 hectares produtivos.

Walcyr Carrasco e Aurélio Rocha em frente à capelinha da fazenda

A Annalu foi “descoberta” pela emissora durante reportagens para programas que falam de agronegócio. “No ano passado, recebemos as equipes dos programas Agro+ e Globo Rural, por exemplo, para gravar várias reportagens”, conta Aurélio. “Quando a equipe da Rede Globo no estava com a demanda de procurar uma fazenda para gravar a novela, fomos mencionados. O Walcyr Carrasco veio até a propriedade para avaliar se era possível gravar aqui”, continua o proprietário. E, assim, ela foi escolhida.

O nome da fazenda é uma homenagem a duas primas de Aurélio, a Anna Flávia e a Maria Luiza, que tiveram o primeiro nome (Anna) e apelido (Lu) unidos. Entretanto, a fazenda irá ganhar na ficção outro nome ainda não revelado.

A belezas da Annalu

A julgar pelas selfies junto ao por-do-sol e outros cenários naturais compartilhadas pelo ator Cauã Reymond nas redes sociais durante as primeiras semanas de gravação, a fazenda Annalu parece ser bem bonita. Aurélio Rocha confirma. “As pessoas que visitam aqui sempre falam que é coisa de novela, um cartão de do nosso estado”, diz ele.

Tanques para criação de peixes na fazenda

Mas os cenários e suas belezas não serão fundos estáticos para todas as filmagens com os personagens. As atividades desenvolvidas na propriedade vão compor e movimentar grande parte das cenas nesses ambientes, sendo que serão três as produções exploradas: agricultura, e psicultura. Essa diversidade já era o carro-chefe da Annalu no mercado e acabou contando pontos para a escolha da Globo, segundo Aurélio.

Uso de tecnologias

Embora esse não seja o foco central do enredo, é possível que a audiência consiga ver um pouco do que é feito no dia a dia real da fazenda sul-mato-grossense. O uso de tecnologias deverá chamar atenção nas imagens que exibirem a lida no campo.

Aurélio Rocha destaca que essas tecnologias são apostas que vão além do uso de maquinário avançado. “Hoje o produtor rural é um empresário. Na Annalu nós investimos na chamada agricultura 4.0 e há cerca de 20 anos vamos testando e implementando novas práticas como o melhoramento genético, por exemplo. As tecnologias que utilizamos garantem a maximização da produção sem a necessidade de desmatar mais áreas, tornando o negócio cada vez mais sustentável”, afirma.

Imagens assim, de irrigação automatizada, poderão aparecer

A Annalu costuma receber universitários para compartilhar essas experiências. “Fazemos parceria com as universidades para contribuir com a formação deles e para passar adiante nosso modelo sustentável, mostrando um pouco de como aliamos uma produção diversificada à tecnologia na propriedade”, conclui.

Trabalhar na locação da novela

É aproximadamente 50 o número de funcionários da fazenda, hoje. Um deles é o caseiro Ricardo Dias, conhecido como Belo, que está admirado com a simpatia dos atores “super gente boa” que estão circulando na Annalu. Trabalhar enquanto a novela acontece bem ao lado tem sido uma experiência única na vida dele.

Entre trabalho e selfies, atores e equipe aproveitam passagem pela propriedade

A gerente administrativa da fazenda, Jéssica Piccoli, vê a presença dos atores como o reconhecimento. “Só nos mostra o quanto somos reconhecidos pelo esforço do nosso trabalho realizado sempre em conjunto. Sem sombra de dúvidas [a novela] será muito enaltecedora para nosso estado”, diz ela.

Passam uma primeira temporada na fazenda os atores Tony Ramos, Bárbara Reis e Cauã Reymond, além do escritor Walcyr Carrasco e equipe.