Com espetáculo de trampolim acrobático e peça sobre Hamlet inconformado com seu cancelamento, o projeto Boca de Cena, Semana do Teatro e Circo de , começa nesta segunda-feira (27) com garantia de momentos de e cultura para toda a família. Até o dia 1º de abril, serão 40 apresentações por todos os cantos da cidade.

Ao todo, o projeto vai oferecer de 5 a 7 apresentações por dia em bairros, escolas, universidades, praças e teatros. Os artistas são de , do interior de Mato Grosso do Sul e de São Paulo e .

No cronograma desta segunda-feira (27) as atrações começam às 9h com o monólogo “Donzela”, de Alessandra Tavares e o seminário estadual de teatro e circo, onde serão debatidas políticas públicas para a área . 

Às 16h, o Cortejo do Boca de Cena, às 17h o espetáculo circense O Grande Salto e às 18h, a peça Iludida mente, com Margo Tom. Encerrando a lista, 19h30 acontece a abertura oficial e às 20h a peça Hamlet Cancelado, de Vinícius Piedade. (Confira os locais no quadro no fim da matéria).

“Mato Grosso do Sul tem uma cultura riquíssima, influenciada pelas fronteiras com e Bolívia e pelos imigrantes de várias partes do Brasil, a Boca de Cena vem celebrar e fortalecer essa pujança cultural, mas, além disso, vem democratizar a cultura, já que nem todos têm o mesmo acesso à arte, a apresentações teatrais e circenses”, comentou o governador Eduardo Riedel. 

Serão cerca de 40 apresentações com grupos da Capital e de , Amambai, Corumbá, São Paulo e Rio de Janeiro. Ao todo, 13 espaços serão palco para as peças, desde teatros, sede dos grupos de teatro, até escolas e universidades. Os distritos de Anhanduí e a comunidade de Furnas do Dionísio também receberão espetáculos ao longo da semana.

Saiba Mais