Campo Grande está comovida com a morte do libanês José Thomaz, criador da receita de esfirra mais famosa da Capital de MS. Aos 98 anos, o salgadeiro morreu nesta segunda-feira (11) e deixou um legado imensurável, não só pelo sabor da conhecida esfirra, mas também pelo atendimento diferenciado.

Confiando na palavra dos clientes, os estabelecimentos Thomaz Lanches não anotam os pedidos. O cliente chega no caixa, diz o que consumiu e paga exatamente pelo o que afirma ter comido.

Essa atitude fez a fama do local e deu mais prazer aos que saboreiam os salgados. Por isso, os campo-grandenses também estão de luto pelo libanês que trouxe essa cultura incomum para seu comércio.

Nas redes sociais, moradores de Campo Grande e de todo Mato Grosso do Sul lamentam a partida de José Thomaz e se manifestam sobre a famigerada esfirra, receita do comerciante. “Uma lenda. Siga em paz, Sr Thomaz”.

“Aquelas esfirras abertas”

“Meus sentimentos aos familiares e amigos. Esse tem história e com certeza a família irá continuar com esses salgados tão bons”, disse Silvano Carvalho. “Marcou a história de Campo Grande!”, opinou Bianca Pitaluga.

“Meus sentimentos…tristeza…era uma simpatia em pessoa”, manifestou Ana Amélia de Medeiros. “Muito bom mesmo os salgados, aquelas esfirras abertas então… meus sentimentos à família”, escreveu Francisca Valda.

“Ah gente, que tristeza… ele sempre fofo, sempre querido. Vai em paz, seu legado foi e será lindo… aos familiares, meus sentimentos. Uma grande perda para Campo Grande”, comentou Juliana Pity.

Lenda da nossa esfirra

“Tadinho, lenda da nossa esfirra. Vai com Deus”, lamentou Letícia Cristaldo. “Que notícia triste, sempre fui na esfirraria e ele sempre simpático, sempre com um sorriso, no rosto atendia com carinho. Vai fazer muita falta, descanse em paz”, recordou Edilene Macedo.

José Thomaz está sendo velado desde as 11h no Cemitério Parque das Primaveras, Avenida Senador Filinto Müler, 2211, Jardim Parati, em Campo Grande.

Fale com o Midiamax

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. O anonimato é garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.