Lembra dele? Australiano que viralizou esta semana após fazer uma explicando que “Mato Grosso do Sul não é Mato Grosso”, Simon Gurney, de 27 anos, está muito impressionado com Campo Grande. Há cinco dias na capital sul-mato-grossense, ele revelou que esta é a cidade onde mais se sentiu seguro no Brasil.

Andando tranquilamente pelas ruas com o celular na mão, o australiano tem se gravado diariamente. Ele observa que conseguir passear por aí, sem se preocupar em aparecer em público com o aparelho, não é algo muito comum.

“Sabe uma das coisas que eu notei sobre Campo Grande? Eu já fui para 12 capitais do Brasil e eu reparei que Campo Grande é a cidade que eu mais me sinto seguro. Junto com Boa Vista, em ”, declarou o australiano.

Australiano que tatuou polêmica de MS no corpo passa mal em Campo Grande (uol.com.br)

Ele ainda fez uma comparação entre Boa Vista e Campo Grande. “Eu digo até que são bem parecidas, vi muitas semelhanças entre as duas, são cidades bem limpas. Campo Grande é bem… eu não sei explicar, mas eu me sinto mais seguro”, frisou Simon.

Além disso, outra característica bem campo-grandense fez o australiano ficar perplexo com a cidade. “Se tem uma coisa que reparei sobre Campo Grande é que tem muita árvore. Campo Grande é muito arborizada, muita árvore, toda rua é assim. Comparando com muitas outras cidades, não é desse jeito”, comenta o rapaz.

“Mato Grosso do Sul não é Mato Grosso”

Simon Gurney chegou a MS no último final de semana e, sempre que passa por um Estado brasileiro e descobre algo marcante e muito específico na cultura local, o apaixonado pelo Brasil decide tatuar de alguma maneira a singularidade do povo.

Assim, ele já gravou na pele frases como “É Roraima e não Rorãima”, “Chegou no Pará, tomou açaí, ficou” e “Macapá, meio do mundo”. Ao desembarcar em Campo Grande, o desbravador do Brasil não demorou a ficar sabendo que MS é rotineiramente confundido por aí com MT e logo providenciou a tatuagem: “Mato Grosso do Sul não é Mato Grosso”.

A nova gravura foi suficiente para Simon ser notícia em todo o país, conquistar os sul-mato-grossenses e desagradar os mato-grossenses que não curtiram nada a tattoo. “Você veio em Mato Grosso e não tatuou nada”, resmungaram alguns.

Além disso, o australiano também experimentou o sobá campo-grandense na Feira Central e compartilhou com seus a experiência gastronômica tipicamente sul-mato-grossense. Veja:

Fale com o WhatsApp do MidiaMAIS!

Tem algo legal para compartilhar com a gente? Fale direto com os jornalistas do MidiaMAIS através do WhatsApp.

Mergulhe no universo do entretenimento e da cultura participando do nosso grupo no Facebook: um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e no Tiktok.

Saiba Mais