“Eu! Eu vou ganhar porque eu acredito que consegui trazer uma peça dentro do padrão que a prova exigiu”, dizia Josué, antes de ser divulgado o resultado do desafio que duelou ao lado de Brendan no último dia 9 de outubro, cheio de expectativa.

Sabendo das avaliações acerca de seu projeto, para ele já era certo que sua participação na competição estava só começando. E sua esperança em permanecer no jogo era bem fundamentada. Durante a avaliação, os três jurados se mostraram desapontados com o móvel feito pelo participante Brendan, que acabou entregando uma cadeira em uma prova que exigia a fabricação completa de uma banqueta.

No entanto, como pode ser conferido no terceiro episódio da 2ª temporada de ‘Duelo de Marceneiros’ que foi ao ar nesta segunda-feira (16), no canal do Youtube, os jurados deliberaram e no fim, decidiram que Josué, apesar de entregar um excelente projeto, poderia ter investido mais na multifuncionalidade de sua peça. Assim, Brendan levou o duelo.

“Eu não sabia que um móvel tem que ter mais de uma função. Se eu soubesse também, podia ter bolado isso aí”, se defendeu Josué. “O pessoal veio me parabenizar, ele [Brendan] veio me parabenizar, eu parabenizei ele pela peça dele e show de bola”, afirmou, se conformando com o desfecho da competição.

Mesmo desapontado, Josué declarou que acompanhará os outros desafios e seguirá na torcida por seu ex-adversário, Brendan. “Foi o que eu falei pro Brendan: ‘cara, você passou eu. Vai até o e ganha. Tô torcendo pra ele mesmo, ele ganhou de mim”, pontuou.

O que disseram os jurados sobre o vencedor?

O jurado Bernardo Costa foi o primeiro a comentar sobre a decisão do trio de salvar Brendan no desafio. Segundo ele, “foi uma escolha difícil porque, inegavelmente, era uma cadeira e não uma banqueta”. Mas o marceneiro defende: “É que tava tão bem executado, na minha opinião, que eu não quero parecer injusto na minha decisão, mas eu não quis perder esse trabalho, porque ele estava realmente num nível diferente”, explicou.

O professor da Leo Madeiras, José Fernandes, também acrescentou ao apontamento do colega: “E a gente até poderia criar uma injustiça, se desconsiderasse esse trabalho. Esse acabamento perfeito, esse esmero, esse capricho não podiam passar abatido”, justificou.

Banqueta ou cadeira?

Com 2h30 de prova, os dois competidores finalizaram suas peças. No entanto, para Brendan, parece que o tiro saiu pela culatra. Ao tentar inovar no design de sua peça, o marceneiro acabou deixando sua banqueta muito mais parecida com uma cadeira, o que decepcionou os três jurados e foi o principal apontamento em sua avaliação.

“Honestamente, o único defeito do seu trabalho é que ela não é uma banqueta, é uma cadeira. Tu fez uma cadeira”, pontuou Bernado Costa. Para ele, apesar do excelente acabamento, a decisão de colocar um encosto na peça e aumentar as proporções da banqueta fizeram com que Brendan fugisse do tema da prova.

O mesmo afirmou o professor José Fernandes, da Leo Madeiras. “Eu gostei muito da sua cadeira. Mas ela, ao meus olhos, ela é uma cadeira, não uma banqueta”, disse ele, desapontado. “Bem acabada, um design muito bem feito, muito bem estudado (…) mas aos meus olhos você não atingiu, você não fez o que foi pedido neste desafio”, finalizou sua avaliação.

Sobre as alegações de queria fugido do tema da prova, Brendan se defendeu, explicando o seu projeto.”A ideia que eu tive em trabalhar com uma banqueta diferente foi utilizar um encosto, a primeira coisa. Eu tentei fazer algo muito bem feito, justamente pra que aquele que estiver assistindo fale: ‘não, esse cara eu traria pra trabalhar em casa e fazer meus móveis’. Então imaginei algo do tipo, algo bem feito e com diferencial nos encaixes, porque eu utilizei 4 parafusos apenas, um diferencial aí”, afirmou o marceneiro.

Confira o 3° episódio de ‘Duelo de Marceneiros’

O terceiro episódio dessa temporada já está disponível no canal do ‘Duelo de Marceneiros’. No novo desafio, dois marceneiros deverão entregar um abajur na cor “Castanho Bronze”, em 3h de prova. Quem será que leva a melhor? Assista!