O confere do final do dia acusou um valor a mais e agora a empresária Tamires Matsuyuki, de 27 anos, diz estar com uma missão: localizar o casal que pagou uma compra duplicada e, desta forma, foram passados R$ 27,35 a mais no caixa.

A busca já se estende por quase 24 horas, desde que os clientes, com uma criança no colo, estiveram no estabelecimento comercial, na tarde desta terça-feira (15), na Rua Souto Maior, bairro Tijuca, em Campo Grande.

“Todo dia quando a gente fecha o caixa fazemos o confere certinho e, desta vez, estava sobrando um ticket de R$ 27,35. E temos uma câmera nos caixas, que pesquisa de acordo com a hora, então, a gente constatou que a minha funcionária não prestou atenção e cometeu um equívoco”, explicou a empresária ao Jornal Midiamax.

Na ocasião, ela estava limpando o caixa quando não percebeu que a compra anterior não tinha sido finalizada. “A pessoa pagou, foi embora e, logo atrás, veio o casal. Eles pagaram a compra deles e mais o valor da compra anterior, já que automaticamente passou para eles. Quando vi, logo buscamos as câmeras pelo horário e divulgamos para acharmos e devolvermos o dinheiro“, comentou.

Conforme Tamires, a maioria dos clientes é da região e frequenta o mercado de forma assídua. “Pesquisei por nome, tudo, mas, não consegui identificá-los ainda. Eles vieram no dia 15 de novembro e passaram pelo caixa às 12h25. Foi uma compra pequena, de cerca de R$ 50, só que era pra dar metade disso”, explicou.

Empresária diz que já devolveu dinheiro por pix em outras ocasiões

Em outras ocasiões, a empresária fala que conseguiu localizar os clientes e até já fez um pix para devolver dinheiro. “Aqui tem uns 3 anos e é bem raro, mas, já aconteceu. Nas outras vezes, a gente identifica, grava a semelhança e vai vendo quem parece. Hoje mesmo perguntamos para uma mulher, parecida com a da foto, se ela tinha vindo aqui ontem. Só que não, infelizmente. E teve vezes que até pix a gente devolveu”, argumentou.

No caso do pix, a empresária conta que a identificação foi possível por conta do CPF (Certidão de Pessoa Física) dele. “Eu devolvi o valor e disse que era sobre um pix cobrado errado, só que também nunca falei com esta pessoa. Acho importante devolver, mesmo que o valor seja baixo. E espero, até amanhã, encontrar este casal e fazer a devolução”, finalizou.

Você conhece? Se sim, fale conosco ou entre em contato diretamente com o supermercado, pelo telefone: (67) 98131 – 6136.

Tem alguma denúncia, flagrante, reclamação ou sugestão de pauta para o Jornal Midiamax? Envie direto para nossos jornalistas pelo WhatsApp (67) 99207-4330. Acima de tudo, com sigilo garantido por lei.

Acompanhe nossas atualizações no Facebook, Instagram e Tiktok.