‘Coaching’ de restaurantes qualifica serviços e é opção para retomada do mercado em MS

Em Campo Grande, serviço já é bem procurado por restaurantes que desejam fidelizar clientela após dois anos de recessão
| 19/07/2022
- 14:16
Assessoria para restaurantes ajuda
Assessoria para restaurantes ajuda na retomada de público (Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

A pandemia de Covid-19 afetou vários setores e um dos principais, com certeza, foi o segmento de bares e restaurantes em Campo Grande. Desde a retomada aquecida em meados de 2021, empresários vêm tentando se reerguer num mercado, até então, altamente prejudicado pela crise. Foi nesse cenário que a atividade de ‘coaching’ de restaurantes passou a ser atrativa para os negócios, visto que a qualidade na prestação de serviço é chamariz de novos clientes. Na Capital, trabalho já é bem procurado pelas casas.

Segundo a Abrasel MS (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), estima-se que, em Campo Grande, menos de 10% dos estabelecimentos tenham fechado as portas definitivamente. Nesse meio tempo, a pandemia fez muitos locais reduzirem os quadros de funcionários.

Houve também um endividamento dos estabelecimentos, que tiveram que se equilibrar entre a gestão das despesas, da falta de recursos, das rescisões trabalhistas necessárias, da manutenção dos salários dos que ficaram, além da gestão dos pagamentos feitos a fornecedores e as renegociações de prazos e valores. Como, então, sair de todo esse sufoco?

Portanto, a solução para conseguir mais dinheiro é alcançar mais clientes. Nesse setor, a consultoria para restaurantes tem mostrado bons resultados com treinamento e qualificação de equipe. Sommelier, Douglas Willian de Moraes, 29 anos, é uma das pessoas que adentrou o universo. Hoje, ele presta consultoria aos estabelecimentos.

Coaching de restaurante
Mérito do desempenho é toda da equipe, afirma Douglas (Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

Ele começou na área trabalhando como garçom há muitos anos. Mas o negócio apenas surgiu em outubro de 2021, em plena pandemia e quando vida noturna já voltava a conquistar na Capital. Desde esse período, números de estabelecimentos que buscam o serviço de Douglas vêm crescendo.

“Se a pessoa está me consultando é porque talvez ela tenha algum problema para resolver ou quer melhorar um serviço que ela já tem. Então, em cima do serviço que ela já tem a gente aplica os nossos métodos”, revela ao MidiaMAIS.

Modelos de vendas, técnicas de atendimento e abordagens ao cliente são alguns dos serviços procurados por empresários. Segundo Douglas, o crescimento se deu por conta na pandemia, momento em que restaurantes perderam muitos garçons experientes. A retomada é marcada por profissionais mais jovens necessitados de instrução.

“Elas [empresas] quiseram capacitar a mão de obra para essa volta do mercado. Os garçons novos são muitos despreparados porque muitos antigos pararam de trabalhar [na pandemia], foram fazer outras coisas e não voltaram mais. Então, o mercado se viu numa necessidade de contratar pessoas novas [...] foi aí a necessidade de as empresas para capacitar as pessoas para o para atender seus clientes”, comenta o especialista.

A Abrasel explica que não é um serviço novo no Estado. Francisco Pezzino, por exemplo, é consultor de gestão em gastronomia para bares e atua em parceria com o Sebrae-MS. Objetivo é buscar o melhor desempenho dos negócios.

“É extremamente importante que bares e restaurantes invistam em qualificação, treinamento, reciclagem, melhorando seus ambientes de negócios, seja por meio da parceria oferecida pela entidade, seja por meio de outros consultores”, afirma a entidade.

Retorno para empresas

Gabriel Astolpho Schuster é gerente de um restaurante especializado em carnes localizado na Avenida Afonso Pena com a Rio Grande do Sul. À equipe de reportagem, disse que contratou a assessoria de Douglas para proporcionar bom atendimento ao público há cerca de três meses.

“Logo nas primeiras semanas a gente já notou muita diferença na postura dos meninos [garçons], no atendimento e muito mais”, revela. Schuster afirma, ainda, que consultoria ajudou a aumentar e fidelizar clientela.

Coaching de restaurante
Técnicas no atendimento encantam clientes (Foto: Marcos Ermínio/Midiamax)

Apesar do bom desempenho, Moraes ainda relata que toda a conquista se deve à equipe. “Eu não faço nada sozinho. O que a gente faz é ensinar o que a gente fazia como garçom [...] o mérito é 100% da equipe das casas”.

Cenários de bares e restaurantes em Campo Grande

Ainda conforme a Abrasel, o período pós-pandemia apresenta comportamento social ávido por consumo na Capital. Apesar da retomada, setor ainda enfrenta grandes desafios já que muitos empresários acabaram se endividando e perdendo funcionários. Portanto, vivem luta constante para alcançar o equilíbrio. A principal barreira é a escassez de mão de obra.

Em recente levantamento, a Abrasel constatou que 35% dos bares e restaurantes trabalharam com lucro em maio, contra 29% que realizaram prejuízo.  Outros 36% ficaram em equilíbrio.

“A inflação é o principal obstáculo na retomada. Entre os principais fatores, estão o aumento nos insumos (75%), a queda nas vendas (63%), a redução no número de clientes (58%), as dívidas com empréstimos bancários (54%) e as dívidas com impostos (49%)”, conclui.


Fale com o MidiaMAIS!

Quer conversar com a gente sobre o universo do entretenimento e cultura? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar aberto ao bate-papo, troca de informação, sugestões, enquetes e muito mais. Você também pode acompanhar nossas atualizações no Instagram e Tiktok. Tem uma história legal para compartilhar com a gente? Fale direto com nossos jornalistas do Midiamais.

Veja também

O pedido é de desconstituição da pessoa jurídica, e que seja "incluído como executado o cantor Michel Teló"

Últimas notícias