MidiaMAIS

UFMS fará concurso literário para homenagear 50 anos do Teatro Glauce Rocha

Intenção é selecionar obras literárias para comporem livro comemorativo em alusão ao jubileu de ouro do espaço cultural

João Ramos Publicado em 14/09/2021, às 10h28

Teatro foi inaugurado em 1971 e nomeado a partir de uma homenagem póstuma à atriz campo-grandense
Teatro foi inaugurado em 1971 e nomeado a partir de uma homenagem póstuma à atriz campo-grandense - (Foto: UFMS)

Teatro onde a maioria dos graduados na UFMS teve colação de grau, o Glauce Rocha, localizado nas dependências da Universidade, será homenageado por meio de um concurso promovido pela própria instituição em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

O Acordo de Cooperação tem por objetivo reunir esforços entre o Município e o Estado para a execução do Projeto de Extensão intitulado "Concurso literário Glauce Rocha - 50 anos", que pretende fomentar ações em torno da literatura e da memória cultural de Mato Grosso do Sul.

O certame pretende fomentar ações em torno da literatura e da memória cultural de Mato Grosso do Sul, selecionando obras literárias para comporem livro comemorativo em alusão aos 50 anos do Teatro Glauce Rocha.

Local completa 50 anos em 2021 (Foto: UFMS)

50 anos de história

Palco de grandes apresentações culturais e artísticas para Mato Grosso do Sul, o Teatro Glauce Rocha é um dos mais importantes espaços culturais do Estado. Foi inaugurado em 1971 e nomeado a partir de uma homenagem póstuma à atriz campo-grandense, Glauce Rocha, que faleceu no mesmo ano. Na época, ainda era parte da UEMT (Universidade Estadual de Mato Grosso).

Inicialmente, conhecido como Teatro Popular Universitário, a primeira área escolhida para sua construção foi na extremidade do corredor que ligava o antigo CCHS (Centro de Ciências Sociais) e o Centro Tecnológico. Entretanto, o espaço não suportava a estrutura planejada junto com um estacionamento nas devidas proporções. Foi, então, que o arquiteto Armênio Arakelian assumiu o projeto, reformulando-o adequadamente no espaço atual de 2,1 mil metros quadrados. O intuito era construir um teatro com 821 lugares, palco elevado, camarins, casa de projeção, salas de recepção e um amplo hall na entrada.

Depois da inauguração, além das cerimônias de colação de grau dos acadêmicos da Universidade e das escolas na cidade, e espetáculos culturais, a casa foi sede para diversos eventos importantes, como a 26ª Reunião Plenária do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (Crub) e a 1ª Orquestra Sinfônica de Campo Grande.

Jornal Midiamax