educação básicaescola

escola de tempo integral

Mesmo com as contas apertadas, ela insiste em pagar uma escola particular para filha, pois se sente mais segura e acredita que a menina terá um desenvolvimento melhor. O que alivia o bolso da Patrícia é o fato da escola ser paga com ajuda de uma bolsa de estudo que ela conseguiu através da plataforma educacional Educa Mais Brasil.  

“A gente tem que correr atrás para economizar mesmo. Está tudo muito, muito caro. Não estou pagando uma escola particular certinho todo mês porque está sobrando dinheiro, não. Pago apertada porque é só eu e ela e é um bom investimento. Filho sempre é um investimento e pago isso até mesmo pro futuro dela. A bolsa já ajuda nesse sentido. Nossa, eu acho que o é uma coisa que veio pra suprir muitas necessidades de mães que assim como eu, sozinhas, mantêm a casa”, conta. 

Assim como Patrícia, segundo a pedagoga Ruth Spender, 66, a preocupação em com quem deixar os filhos enquanto trabalham é um dos principais motivos para recorrer a uma escola em tempo integral. Na hora de escolher a escola ideal, a profissional aconselha, no entanto, que os pais não devem só levar em conta o tempo em que as crianças ficarão aos cuidados da escola, mas também a estrutura das instituições e quais outros serviços serão oferecidos aos alunos. 

Na Creche Escola Pequenos Brilhantes, instituição mantida por Ruth no município de Taquara, no , além dos professores, há a presença de uma nutricionista que cuida da alimentação dos alunos. “As mães e os pais na hora têm que observar que tipo de alimentação será servida, se há um profissional da área que cuida do cardápio indicado para cada idade”, aconselha. Ruth finaliza acrescentando que outro cuidado a ser tomado é se certificar se a instituição é autorizada pelo Ministério da Educação a funcionar como uma unidade escolar. 


Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Saiba Mais