MidiaMAIS

Cozinheira de Campo Grande faz sucesso com sobá em São Paulo

Desde cedo apaixonada por cozinha, ela está apresentando o sobá campo-grandense aos paulistas

Nathália Rabelo Publicado em 29/04/2021, às 15h51

Vanessa é apaixonada por culinária desde criança
Vanessa é apaixonada por culinária desde criança - Foto: Divulgação

O sobá é um dos pratos mais tradicionais de Campo Grande. Ao lado do arroz carreteiro, ele tem um lugar especial no coração dos moradores que adoram uma boa culinária. Apesar da receita ser amplamente conhecida na região, outros Estados mal sabem o que o prato é. Por isso, uma cozinheira campo-grandense decidiu ampliar os horizontes e levar o sobá para São Paulo, apresentando também a cultura da cidade para um dos maiores polos gastronômicos do país.

Vanessa Carvalho tem 45 anos e conta que desde cedo é apaixonada por cozinhar. Crescida em um ambiente familiar com mulheres que estavam sempre buscando novos sabores, a sua principal professora – e inspiração – foi a sua mãe. “Em todas as reuniões e festas familiares são elas que preparam tudo”, explica a cozinheira ao recordar da mãe e tias cozinhando para a família.

[Colocar ALT]
Prato de sobá feito por Vanessa (Foto: Divulgação)

Filha do ex-diretor de Futebol do Operário, o falecido Ari Rodrigues dos Santos, Vanessa ganhou o primeiro jogo de panelas aos cinco anos, quando aprendeu a cozinhar. Aos oito, já sabia fazer arroz carreteiro.

Após morar em São Paulo e na Suíça, ela voltou para a cidade natal em 2016 com vontade de trabalhar com gastronomia, então decidiu voltar para a capital paulista para investir no próprio negócio: um restaurante especializado no famoso sobá campo-grandense. “Sobá? Ninguém sabe o que é Sobá em São Paulo!”, diziam os amigos, mas isso não impediu que ela se aventurasse no sonho, e foi o que ela fez.

Além do próprio restaurante, só existem outros dois tipos de espaços que vendem o prato em São Paulo. Há cinco anos conquistando o coração paulista, Vanessa segue firma na missão de levar o sabor campo-grandense a mais pessoas.

Jornal Midiamax