MidiaMAIS

Ciumenta? Mini-cabra influencer de Campo Grande ganha irmãos: mini-cavalo, galo, galinha e cadela

Como a mini-cabra primogênita da família animal personalizada reagiu com a chegada dos novos companheiros?

João Ramos Publicado em 22/09/2021, às 06h22

Mini-cabra chanel faz sucesso no Instagram como influencer
Mini-cabra chanel faz sucesso no Instagram como influencer

Chanel Guimarães, de 1 ano e 4 meses, é a mini-cabra sensação no Instagram desde que entrou na vida da campo-grandense Aline dos Santos, em outubro de 2020. Atualmente, a cabrinha conta com quase 18 mil seguidores na rede social, faz publis e compartilha sua rotina ao lado dos irmãos que ganhou ao longo dos últimos meses.

Aline, dona de Chanel, começou com ela o sonho de infância de ter animais de fazenda. De outubro até agora, a família aumentou e, além da mini-cabra, a autônoma cuida do mini-horse (mini-cavalo) Asterix, o casal de galo e galinha nagasaki José Emanuel e Cruela e também da cadela Blue Heeler Havenna, cachorra do pastoreio.

"Meu gosto é desde criança. Eu ia pra fazenda e ficava apaixonada. Na verdade, eu queria ter uma vaca, um touro, e aí quando eu percebi que o mundo pet tava nessa área deles terem sido modificados geneticamente e os mini-animais chegaram aqui em Campo Grande, aí eu falei: agora é minha chance de ter um animal exótico", conta ela ao Jornal Midiamax.

Apaixonada por animais desde a infância, Aline sempre quis ter animais de fazenda em casa. Quando viu que isso seria possível, logo começou a montar sua própria fazendinha urbana (Fotos: Arquivo Pessoal)
Apaixonada por animais desde a infância, Aline sempre quis ter animais de fazenda em casa. Quando viu que isso seria possível, logo começou a montar sua própria fazendinha urbana (Fotos: Arquivo Pessoal)

Além dos bichinhos, autônoma de 38 anos mora na Capital de MS com o marido e duas filhas no Jardim Manaíra, saída para São Paulo. Em poucos meses, o sucesso é tanto que crianças não param de ir até sua casa para ver e interagir com os animais.

"Não dá pra falar o endereço porque tá vindo muita criança, mas vem muita mesmo. Eu amo receber todas, o problema é a alimentação do cavalo, aí eu falei pra eles como eles têm que dar comidinha porque eles trazem as coisas e dão, né? Tem planta que é tóxica, aí até vou fazer uma plaquinha para pôr ali", avisa a mulher.

Ciumenta? 

Primogênita da mini-fazenda animal de Aline, Chanel foi comprada ainda bebê, quando tinha 3 meses de idade, e não cresce mais. "Ela dormia na minha cama antes do Asterix vir, e aí ela não aceitava, ficava irredutível, se colocasse ela no corredor da casa e entrasse, ela ficava berrando. 100% tem que ter alguém próximo porque, senão... é igual um bebê", conta a autônoma.

Mas a situação irredutível mudou quando o mini-cavalo, de 5 anos de idade, chegou este ano. "Os dois se apaixonaram mesmo, eles dormem juntos, saem para caminhar juntos. Eu saio duas vezes por dia com eles, tem um campo próximo da minha casa, e esse foi um dos motivos para eu ter mudado para cá", revela a dona dos pets, que precisou trocar de residência para poder dar uma vida melhor aos seus animais.

Quando adquiriu os animais, a autônoma queria mesmo é realizar o sonho de infância, mas as proporções saíram de seu controle  (Fotos: Arquivo Pessoal)
Quando adquiriu os animais, a autônoma queria mesmo é realizar o sonho de infância, mas as proporções saíram de seu controle  (Fotos: Arquivo Pessoal)

Nada ciumenta, Chanel não fica sem Asterix. "Ontem a gente foi fazer um passeio no centro e ela voltou toda apaixonada de saudade do irmão dela, é bem amiga dele", comenta Aline.

Mais fácil

Questionada pela reportagem como ela consegue cuidar de tantos mini-pets, a autônoma diz que não é difícil e considera o trato deles mais fácil do que de cachorros. "Porque os cachorros brigam entre eles. Eu amo todos os animais, mas, falando em dificuldade, claro que os animais exóticos requerem um pouco mais de atenção. Quando eu saio com eles, sempre dou uma olhada pra ver se não tem uma planta tóxica, essas coisas..." diz ela.

"Agora eu vou trocar de carro porque vou comprar um trailer que carrega cavalos, para eu passear com ele. Quando eu for lá na Afonso Pena, eu posso levar. Ele tem 98 centímetros e 80 e poucos quilos. É um bebê pequenininho, eu falo que cabe em qualquer lugar", projeta sobre o mini-cavalo Asterix.

Influencer

Não era a intenção, mas Chanel se tornou um sucesso no Instagram e, por isso, é muito procurada para fazer propagandas de algumas marcas de roupas, de produtos de beleza, pet shops, e etc.

Chanel chama atenção por onde passa em Campo Grande (Foto: Arquivo Pessoal)
Chanel chama atenção por onde passa em Campo Grande (Foto: Arquivo Pessoal)

O lado influencer da mini-cabra aliado ao charme faz com que os seguidores não parem de chegar. Até TikTok ela tem. Apesar de Asterix ser mais velho, Chanel foi a primeira a entrar para a família, e por isso o Instagram ainda leva seu nome, mas o perfil já começa a inserir os irmãos nas publicações.

Precisa de algo?

A empresária chama atenção para a ausência de acessibilidade para os bichinhos na cidade. "Aqui em Campo Grande só eu tenho mini-cabra como pet. Já tive que dormir no carro porque não tinha um hotel que aceitasse a entrada dela. Tive essa dificuldade. Quem cria esses animais exóticos também tem um problema com vacina, tipo, no pet shop você não consegue vacinar, e eles falam que tem que ser numa fazenda", explica.

Aline esclarece que não precisa de nenhuma autorização para tê-los em casa, só para viajar. "Eles têm documento e carteirinha de vacinação. Pode ter em casa, é um pet exótico, é mini. O Asterix precisa ter no mínimo 10 metros quadrados para poder viver, eu acho pouco, mas é a única coisa que pedem", afirma ela.

Próximo passo

Em meio ao sucesso e à realização de sua mini-fazenda urbana, a autônoma agora tem o plano de fazer o batizado de Chanel e Asterix no Parque das Nações Indígenas. Aline explica à reportagem que sua filha de 9 anos é a dona do Asterix, a filha de 17 anos é dona da cadela blue heeler e Chanel é sua. De acordo com a empresária, eles convivem muito bem e ela recebe toda ajuda dos familiares da casa.

"Chanel tem muitos amiguinhos pela internet. Tô muito feliz com meus bichos, não me vejo sem eles", finaliza a dona. No Instagram, o perfil da cabrinha está disponível em @chanelminicabra.

Casal de galo e galinha, José Emanuel tem 9 meses e Cruela tem 6. A Blue Heeler Havenna tem 8 meses (Fotos: Arquivo Pessoal)
Casal de galo e galinha, José Emanuel tem 9 meses e Cruela tem 6. A Blue Heeler Havenna tem 8 meses (Fotos: Arquivo Pessoal)
Jornal Midiamax