MidiaMAIS

Professores de MS se unem e criam canal de cursinho gratuito no Youtube

Professores de Mato Grosso do Sul se reuniram para criar uma plataforma virtual de cursinho para ajudar alunos a estudar pra o Enem 2020

Carlos Yukio Publicado em 13/07/2020, às 10h32 - Atualizado às 10h54

None
Professores de MS se unem e criam canal de cursinho gratuito no Youtube

Professores de Química, Física, História, Matemática e Biologia de Mato Grosso do Sul se reuniram para criar uma plataforma virtual de cursinho para ajudar alunos das redes pública e privada a reforçarem conteúdos estudados durante as aulas remotas. A ideia do professor corumbaense Israel Júnior, em apenas uma semana conta com mais de 50 alunos de várias partes do Brasil, como Goiás e Minas Gerais.

O projeto surgiu após o professor notar que alunos estariam desmotivados nos estudos por causa da pandemia do coronavírus e do adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio. O professor de química, Israel, decidiu criar o projeto apenas voltado na área e com apenas 5 alunos de Corumbá, que pediram que mais matérias fossem ministradas.

“Nesse nosso projeto temos grande parte dos nossos alunos que são da rede pública, que não tem renda para pagar um cursinho particular. Mas também é aberto a todos que queiram participar. Trabalhamos com listas de exercícios e com as aulas ao vivo”.

Outros professores de Campo Grande adentraram à ideia, voluntária e apartidária, e também passaram a oferecer as disciplinas de Física, História, Matemática e Biologia. Para a transmissão das aulas, foram usadas as plataformas de lives (Google Meet, Hangout) às 18h todos os dias. Os vídeos são gravados e postados no canal do Youtube do projeto, chamado Portal Exatas.

Gravações

As gravações são captadas pelos próprios professores em casa, respeitando as medidas de isolamento social propostas durante a pandemia do novo coronavírus. As interações são feitas por rede social, como um grupo no WhatsApp, no qual os alunos e professores se reúnem para as atividades.

Entre as dificuldades, o professor Israel Júnior destaca a falta de internet de qualidade na cidade de Corumbá. Além disso, os gastos são próprios, seja com lousa, tripé, iluminação e etc… mas, segundo o professor, os resultados dos alunos valem a pena os esforços dos mestres.

A aluna da rede pública Beatriz Rodrigues Carvalho, de 17 anos e do 3º ano do Ensino Médio, acompanha o projeto desde o começo e utiliza das aulas como reforço para o Enem 2020. A estudante busca ingressar no curso de Medicina, um dos mais concorridos do país.

“As aulas totalmente remotas são algo totalmente novo e desafiador, pelo menos no meu caso. Elas me exigem mais tempo de estudo,o que me deixa bem mais cansada do que em aulas presenciais. Decidi permanecer no projeto pois os professores conseguem passar o conteúdo de forma mais dinâmica, o que facilita o nosso estudo. Além de ter um suporte muito bom, por ter professores ao nosso lado fazendo com que a gente não desista de estudar”, relata a estudante.

Dificuldades

Já a corumbaense Mirela Santana Basualdo, de 19 anos, já terminou o Ensino Médio e buscou as aulas do projeto para se preparar melhor para o Enem. Mesmo com as dificuldades de conexão, a estudante ressalta que as explicações são fundamentais para o entendimento do conteúdo que a ajudará a realizar o sonho de cursar Gastronomia.

“Antes eu não estava estudando porque estava procurando alguma pessoa pra me ajudar com aulas até porque com essa pandemia está difícil pra estudar. Com esse método das aulas to compreendendo melhor os assuntos com mais explicações. Estudar apenas com o curso em à distância é difícil pra mim porque não tenho Wi-Fi em casa e tenho que usar os dados móveis do celular”, relembra Mirela

O projeto de cursinho conta com os professores Professor Israel (Química), Professor Marcelo Xuxa (Física), Professor Henry (História), Professora Juliene (Biologia) e Professora Tatiane (Biologia). As aulas você encontra no canal do Projeto Exatas no Youtube de forma gratuita. Mais informações pelo telefone (67) 9881-3693.

Jornal Midiamax