MidiaMAIS

Facebook lança ferramenta para atingidos por ‘Ciclone Bomba’

Pensando no ciclone que atingiu a região Sul do país e deixou milhares de moradores desabrigados e incomunicáveis, o Facebook lançou uma ferramenta para facilitar a comunicação entre os usuários. Na página, é possível pedir doações, oferecer ajuda e até se marcar como “seguro”. Assim que o usuário se marca como “seguro”, a própria ferramenta […]

Bruna Vasconcelos Publicado em 01/07/2020, às 17h50

Usuários podem se marcar como seguros (Foto: Reprodução)
Usuários podem se marcar como seguros (Foto: Reprodução) - Usuários podem se marcar como seguros (Foto: Reprodução)

Pensando no ciclone que atingiu a região Sul do país e deixou milhares de moradores desabrigados e incomunicáveis, o Facebook lançou uma ferramenta para facilitar a comunicação entre os usuários. Na página, é possível pedir doações, oferecer ajuda e até se marcar como “seguro”.

Assim que o usuário se marca como “seguro”, a própria ferramenta divulga o comunicado entre os amigos do perfil. Solidárias, algumas pessoas já estão publicando doações de material de construção para quem teve a casa atingida pelas rajados de vento. Outros perfis também se disponibilizaram a fazer ligações para familiares de quem estava sem sinal de celular.

Reflexo em MS

“Ciclone Bomba” que causou estragos e até mortes no sul do país também teve reflexos em Mato Grosso do Sul. Dados do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) apontam que foram registradas rajadas de vento de 70 km/h em Corumbá, na madrugada desta quarta-feira (1º).

De acordo com o meteorologista do Inmet, Mamedis Luiz Melo, o município de Angélica registrou rajadas de 68 km/h e cidades como Caarapó, Bonito e Iguatemi também tiveram ventos nessa faixa de intensidade.

Jornal Midiamax