MidiaMAIS

8 oleaginosas que podem ajudar na redução de doenças crônicas

Nozes, amêndoas, avelãs, castanha-de-caju, castanha do Brasil, macadâmias, pistache e amendoins são oleaginosas densas em nutrientes

Carlos Yukio Publicado em 11/11/2020, às 11h05

None
8 oleaginosas que podem ajudar na redução de doenças crônicas

Somos o que comemos, e prestar a atenção na alimentação pode evitar problemas sérios que aconteceriam à longo prazo. Nozes, amêndoas, avelãs, castanha-de-caju, castanha do Brasil, macadâmias, pistache e amendoins são oleaginosas densas em nutrientes, cada um com uma composição única e que podem ser cruciais para ajudar em problemas crônicos.

As oleaginosas contêm perfis excelentes de gorduras monoinsaturadas (ômega 9) e poli-insaturadas (ômega 3 e 6); proteínas vegetais; fibras solúveis e insolúveis; vitaminas E e K; folato; tiamina; minerais como magnésio, cobre, potássio e selênio; e substâncias como carotenóides, antioxidantes com benefícios reconhecidos para a saúde.

“Diversos estudos científicos comprovam que o consumo regular de castanhas tem um impacto benéfico na saúde, atuando na prevenção de obesidade, hipertensão, diabetes mellitus e doenças cardiovasculares. Esses benefícios acontecem porque os nutrientes desses alimentos ajudam a reduzir a inflamação das células e atuam como antioxidantes. Ou seja, evitam o excesso de radicais livres que danificam as células, muito comum em doenças crônicas como obesidade e diabetes tipo II”, explica a nutricionista Dani Fontes.

Estudo realizado em 2013 avaliou participantes que apresentavam alto risco para diabetes tipo II e consumiram, aproximadamente, 40 gramas de castanhas por dia, no café ou lanche da manhã. Os resultados foram surpreendentes. O grupo que consumia as castanhas reduziu a fome ao longo do dia e a vontade de petiscar entre as refeições. Além disso, outro estudo feito com castanha do Brasil mostrou que aqueles que consumiram 13 gramas de castanhas por dia tiveram redução nos níveis plasmáticos de colesterol LDL e aumento de enzimas antioxidantes protetoras do fígado.

Confira os principais benefícios de 8 oleaginosas para a saúde:

Nozes

As nozes possuem propriedades antioxidantes, sendo importante na prevenção e no tratamento de alguns tipos de câncer, como o de mama e próstata, na melhora da saúde cardiovascular e, por serem também ricas em fibras alimentares, favorecem o trânsito intestinal, previnem a constipação e garantem saciedade.

Amêndoas

AMENDOAS CRUA ( 100 gr ) - Tripoeste - Comércio de Tripas

Um dos benefícios da amêndoa é ajudar a tratar a osteoporose, porque a amêndoa é um alimento muito rico em cálcio e magnésio, que ajuda a manter a saúde dos ossos. Comer amêndoas também pode ser uma boa opção para quem quer engordar porque 100 g de amêndoas têm 640 calorias e 54 gramas de gorduras de boa qualidade.

Avelãs

A noz da avelã cai da casca quando madura, cerca de sete a oito meses após a polinização. O núcleo da semente é comestível e ingerido cru, assado, moído, em pasta, farinha ou óleo. Como outras oleaginosas, a avelã é rica em nutrientes e possui alto teor de proteínas, gorduras boas, vitaminas e minerais.

Castanha-de-caju

A castanha-de-caju possui substâncias que proporcionam benefícios, como facilitação do transporte de oxigênio e nutrientes; melhora da saúde do coração e dos ossos, redução do colesterol ruim e aumento do colesterol bom, melhora do sistema imunológico, de funções neuromusculares e aumento de energia.

Castanha do Brasil (Castanha-do-Pará)

15 benefícios da castanha-do-Pará que você precisa conhecer – Seleções Brasil

Por ser bastante nutritivo, esse fruto seco poderia favorecer a diminuição do colesterol, melhorar o sistema imune e prevenir alguns tipos de câncer. A castanha do Pará é um fruto de uma árvore chamada Bertholletia excelsa que cresce principalmente na América do Sul, podendo ser comprada em supermercados e lojas de produtos naturais.

Macadâmias

Além de conter diversos nutrientes essenciais para a saúde do corpo, a macadâmia pode ser de grande auxílio no processo de emagrecimento, visto que é carregada de boas gorduras e bom colesterol. Também promove a sensação de saciedade, além de controlar os níveis de colesterol do corpo e auxiliar a queima de gordura.

Pistache

O pistache é uma oleaginosa muita rica em nutrientes. Possui um perfil de ácidos graxos benéficos para a saúde cardiovascular, assim como proteínas, fibras, potássio, magnésio, vitamina K, y-tocoferol (vitamina E) e inúmeros fitoquímicos. A sua coloração verde e roxa é resultado da presença de luteína e antocianina.

Amendoins

amendoim

Trata-se de um dos alimentos humanos mais nutritivos e, ao mesmo tempo, de fácil digestão, características que contribuíram para a alimentação da humanidade pré-histórica.

Atualmente são diversos os produtos feitos com amendoim, entre eles podemos citar: amendoim em casca com pele e despelado, amendoim cru ou torrado, farinha de amendoim, óleo de amendoim, pasta de amendoim, paçoca, torrone, amendoim triturado em barrinhas e em bombons, salgado com pele ou despelado, encapsulados doce ou salgado.


Fale MAIS!

O que você gostaria de ler no MidiaMAIS? Envie sua sugestão para o e-mail [email protected], ou pelo telefone (67) 99965-7898. Siga a gente no Instagram – @midiamax

Jornal Midiamax