Carlinhos Brow, Ney Matogrosso e outros artistas se apresentaram

A reabertura da Concha Acústica do Teatro Castro Alves, antigo espaço cultural de Salvador, foi marcado pelo festival “Eu sou a Concha”, com apresentações de artistas locais e nacionais. Na segunda noite de shows, neste sábado (14), o publicou lotou as arquibancadas e ouviu/participou de manifestações pelos investimentos na cultura.

A extinção do Ministério da Cultura, incorporado ao Ministério da Educação, têm gerado revolta em artistas e produtores culturais desde seu anúncio, no dia da posse do novo chefe de Governo (12), o presidente interino Michel Temer. No festival em Salvador, não foi diferente. Artistas como Carlinhos Brown, Lazzo Matumbi e a banda Baiana System se manifestaram contra a ação do novo presidente.

Brown disse que a extinção do Ministério foi um “tiro no pé”. O cantor afirmou que há unanimidade sobre o tema. “Meu Brasil está intacto em meu coração, na forma de ser e na forma de respeitar as pessoas. Espero que todos cheguem a um caminho bonito, mas a democracia está pedindo um Ministério da Cultura”, disse.

Depois de Carlinhos, o cantor baiano Lazzo Matumbi apresentou-se como convidado. Ele criticou o redesenho ministerial feito por Temer, que não excluiu mulheres e negros entre os ministros, e voltou a fazer críticas à extinção do Ministério da Cultura. Na plateia, o público gritou “Fora Temer” e levantou cartazes com os dizeres “Cultura sim. Golpe Não”.

Ney Matogrosso dividiu o palco com a banda Baiana System. O vocalista da banda, Russo Passapusso, posicionou-se contra o novo presidente e pediu ao público que levantasse os cartazes que criticavam o governo. Em meio ao show, ele disse “devolvam minha cultura”, se referindo ao Ministério extinto. Ney não falou sobre o tema, mas manifestou apoio à reabertura da Concha, onde se apresentou pela primeira vez na Bahia.

Hoje (15) o festival apresentará o grupo Novos Baianos se reunindo no palco da Concha Acústica. Os ingressos para o show da banda esgotaram-se em uma hora e meia de vendas, segundo informações da Agência Brasil. Pessoas de todo o país foram prestigiar o festival.