MidiaMAIS

6 clássicos autores latino-americanos para começar a apreciar na literatura

Confira mais uma lista do MidiaMAIS

Daiane Libero Publicado em 18/11/2016, às 09h00

None
gabriel-garcia-marquez1_wide-09ad4f49679f88525800164b14048af9fb96365f.jpg

Confira mais uma lista do MidiaMAIS

No rol de autores brasileiros temos muitos nomes importantes como Machado de Assis, Carlos Drummond de Andrade, Mário Quintana, Jorge Amado, Rachel de Queiroz e muitos outros. Mas a literatura mundial e principalmente a da América Latina tem muito a oferecer. Quem quiser começar a conhecer um pouco desse universo literário, que possui vários autores premiados com obras marcantes, pode dar uma olhara em mais uma lista do MidiaMAIS. Confira. 

José Luis Borges

Escritor, poeta e crítico literário, José Luis Borges, argentino nascido em Buenos Aires, teve sua obra amplamente difundida ao redor do mundo, principalmente seu clássico "Ficções", uma obra considerada por muitos sua principal produção. Outro livro de Borges que é extremamente bacana é "O Aleph". O autor criou também ensaios e poesias que são muito lidas até hoje. 

Gabriel García Marquez

6 clássicos autores latino-americanos para começar a apreciar na literatura

Colombiano, Gabriel García Marquez possui muitas obras, que estão no gênero do realismo fantástico, como o clássico (e vencedor do Nobel de Literatura) "Cem Anos de Solidão", onde a cidade fictícia de Macondo fez história na literatura mundial. Marquez também se dedicava à livros de aventura e de jornalismo. Outra obra dele extremamente poética e bacana é "O Amor nos Tempos do Cólera". 

Mário Vargas Llosa

Principal obra de Mário Vargas Llosa foi escrita em 1969 / Foto: Reprodução/Folhapress

"Conversa na Catedral" é a principal obra de Mário Vargas Llosa, grande escritor peruano que também já venceu um prêmio Nobel de Literatura. Escrito em 1969, a história apresenta, de início, uma conversa de bar que nos apresenta um país cruel, corrupto e sem esperanças. 

Isabel Allende

Escritora se baseou em própria história para principal obra / Foto: Reprodução/Instagram

Direto do Chile, Isabel Allende é considerada uma das principais revelações da literatura latino-americana da década de 1980. Sua principal obra é "A Casa dos Espíritos", que relata a vida de Esteban Trueba, família e descendentes legítimos e ilegítimos, numa narrativa por todo o século 20. A escritora se baseou na história de sua própria família, à qual adicionou acontecimentos e personagens fictícios, que dão grande riqueza e dramaticidade à história.

Julio Cortázar

 Reprodução/Getty Images

Outro escritor argentino de destaque, Julio Cortázar tem como um dos destaques de suas obras, o livro "O Jogo da Amarelinha", romance não-linearque se lê exatamente como se joga a brincadeira: pulando de casa em casa vai-se descobrindo a história de Horácio Oliveira, personagem principal da narrativa, totalmente surrealista. Vale a pena conhecer. 

Juan Rulfo

Escritor Juan Rulfo / Foto: Reprodução/BBC

O autor mexicano Juan Rulfo, assim como Gabriel García Marquez, também flertou com o realismo fantástico em seu livro "Pedro Páramo", de 1955. A obra conta a história de uma cidade de mortos-vivos, que espreitam memórias e sensações enquanto o tempo passa. Nesse cenário totalmente surreal, um homem, Juan, vai em busca de seu pai, Pedro Páramo, personagem que nomeia a obra. 

Jornal Midiamax