MidiaMAIS

Terapia floral é opção para quem sofre com o comportamento dos pets

O resultado em animais é mais rápido do que em seres humanos 

Mikaele Teodoro Publicado em 14/06/2015, às 09h23

None
unnamed.jpg

O resultado em animais é mais rápido do que em seres humanos 

Gg é um Lhasa Apso de 8 anos.  Assim como todos os outros, tem pêlos longos que se arrastam até o chão e a carinha mais doce do mundo. Mas essa aparência amigável escondia a verdadeira personalidade do cachorro. Genioso, Gg chegou a morder o nariz do filho de sua dona, a assistente social, Regina Bento, 55 anos. Bastou! A partir daquele momento ele daria adeus aos seus tempos de agressividade para ingressar no mundo da terapia floral.

Há quatro meses ele toma as gotinhas diariamente e a melhora foi evidente. “Ele está muito melhor, posso dizer que melhorou 80%”, diz a dona orgulhosa. A responsável pela façanha é a veterinária e terapeuta floral, Cláudia Silva Mendes. É ela quem trata Gg e tantos outros animais.

Ao MidiaMAIS ela explica que muitas vezes nos esquecemos de tratar o lado emocional dos animais. “Nos preocupamos muito com a parte física, mas alguns problemas que se manifestam fisicamente são causados por desequilíbrios emocionais”, diz.

O floral é um composto natural, elaborado a partir da essência de flores e pode ser trabalhado de diversas maneiras. Além do líquido que deve ser ingerido, há sprays, xampus e condicionadores para os cães e gatos.

“O trabalho é para equilibrar emoções que estão desequilibradas. Não é para deixar o animal dopado e extremamente calmo, pelo contrário, é pra mantê-lo feliz”, ressalta a veterinária.

Ela explica também que desde 2009, quando iniciou o trabalho com a terapia, nunca recebeu recusas de seus clientes. “Muitos me conhecem justamente por esse trabalho que é continuo. Não é que o floral vá transformar o animal, mas vai ajustar essas emoções”, diz.

Eficácia

As visitas mais comuns na clinica são de donos desesperados com a agressividade, ansiedade e o estresse de seus bichinhos. Independente da idade, desde filhote até adulto. 

De acordo com a veterinária, justamente por não serem racionais, os pets respondem muito bem ao tratamento. “Eles são bastante abertos aos florais e por isso o resultado aparece muito rápido”. Para casos mais tranquilos, como de excesso de lambidas e gravidez psicológica, os resultados aparecem em cerca de 20 dias.

Já quando se trata de agressividade, é preciso ter mais paciência. “A agressividade, quando é uma característica do animal, é um pouco mais difícil de ser tratada. A terapia precisa ser continua”, ressalta. Confira a página da clínica no Facebook 

Jornal Midiamax