MidiaMAIS

Rolê Gastronômico: Massas Capivara atende às segundas com culinária e venda de livros

Casal de cozinheiros investem em massas diárias a clientes

Carol Alencar Publicado em 08/04/2015, às 18h01

None
11127534_10153211855002173_6074364563325205835_n.jpg

Casal de cozinheiros investem em massas diárias a clientes

Eles são assumidamente cozinheiros e além de amantes da boa gastronomia, o casal de amigos ou ‘brother’ Camila Santana e Tarcísio Bernal tem muito mais em comum do que imaginam. A ousadia de estarem juntos, liderando a Capivara Massas não partiu de apenas curtirem estar na cozinha, mas sim, porque AMAM cozinhar.

Nas últimas semanas, eles criaram um evento que deu o que falar, o ‘Pasta e Basta’. O encontro, intitulado de Rolê Gastronômico, movimentou a Praça Aquidauana e tinha um cunho social. “A gente deu esse nome justamente pra tentar fazer o resgate daquele espaço e da região, que é denominada a região de usuários, mas que se for ocupada, frequentada tende a ser mais harmonizada”, explica Camila.

Os roles gastronômicos costumavam ser às segundas-feiras e o objetivo é levar a boa culinária com artes, músicas e performance até os espaços públicos da cidade. Só que, por falta de autorização do Poder Público, esse resgate promovido pelo casal teve de ser adiado.

“Não dá pra levar toda a estrutura, que envolve microondas, chapa quente e adereços de comida e chegar lá e ser barrado, então estamos esperando a liberação para poder continuar com os roles”, diz Tarciso.

Enquanto a autorização não chega, os cozinheiros, que não param de pensar na produção de massas, investiram na última segunda-feira na iguaria mais campo-grandense possível: o sobá, totalmente artesanal. “A gente faz a massa do macarrão e cozinhamos…depois preparamos o molho e vendemos a um preço único para todos”, afirma Camila. O valor de R$ 13 é livre e a pessoa pode levar a sua própria cumbuca.

Já às quartas-feiras, a Massas Capivara investe na tradicional esfiha, que tem recheio até de abóbora. Outro prato que tem agrado os clientes fiéis tem sido os pastéis, rondeles com infinitos recheios ou como eles nos disseram, a gosto do cliente e os hambúrgueres, que foram sucesso também.

As encomendas de congelados também fazem parte do carro chefe do casal, tanto é que, as mais de 1.338 curtidas na página do Facebook não nos deixam mentir. Sobre o nome, Camila que foi a responsável e diz: “Sou cozinheira, padeira, amo fazer pão, amo massa e quando fui pro Sul, a referência que eles tinham daqui era a capivara, então juntei os dois e não me arrependo, é muito bacana ver os comentários e até postagens de capivarinhas que os amigos deixam”.

Enquanto não voltam às praças e espaços públicos, a Massas Capivara continuam com os roles durante toda a semana, às noites, na Rua 13 de Maio, nº 4551 – ao lado do Comper – no Bairro São Francisco.

Jornal Midiamax