Dançarino carioca ministra Oficina de Samba no Centro Cultural

Isnard Manso ministrou aula na Semana Pra Dança
| 24/05/2015
- 01:34
Dançarino carioca ministra Oficina de Samba no Centro Cultural

Isnard Manso ministrou aula na Semana Pra Dança

Isnard Manso, dançarino, coreógrafo e empresário que há 21 anos atua na cena cultural carioca, ministrou na tarde deste sábado (23), na Sala Conceição Ferreira do Centro Cultural José Octávio Guizzo, a Oficina de Samba, como parte da programação da Semana Pra Dança 2015.

Em 2001, criou o Centro Cultural Carioca, e sua atuação inclui coreografia para shows e documentários de importantes nomes da música brasileira, como Diogo Nogueira, Arlindo Cruz, Zeca Pagodinho e Beth Carvalho.

A oficina buscou sensibilizar para a importância social da dança e preservação dos principais aspectos culturais da dança carioca. Os estilos abordados foram: samba de gafieira, samba no pé e samba dança.

Ao início das atividades, o ministrante informou que as pessoas poderiam realizar os movimentos descalças ou com tênis. “Salto não, porque não é dança de salão. É uma oficina de dança que usa o samba como instrumento”.

Ele explicou que o samba é um dos traços culturais mais característicos do povo do Rio de Janeiro e do Brasil. “Com a abolição da escravatura, muitos baianos vieram para o Rio de Janeiro. O samba começou nas casas das ‘tias’, em que eram realizadas as reuniões para música e dança. Em qualquer lugar do mundo o Brasil é conhecido como o país do samba e do

Isnard Manso disse que as pessoas estavam muito interessadas, receptivas. “Foi muito gratificante para mim. Quem dera todo lugar que a gente fosse tivesse essa acolhida.” A Cia. de Dança do Centro Cultural Carioca, que ele dirige, vai se apresentar no domingo (24), às 20 horas, no teatro Aracy Balabanian, do Centro Cultural José Octávio Guizzo, com entrada franca.

A Semana Pra Dança 2015 continua neste sábado (23), logo mais, às 20 horas, no teatro Aracy Balabanian, com o espetáculo “Tem Trem?”, do Funk-se. A entrada é franca. Mais informações no Núcleo de Dança da FCMS pelo telefone (67) 3316-9169.

Veja também

O pedido é de desconstituição da pessoa jurídica, e que seja "incluído como executado o cantor Michel Teló"

Últimas notícias