Geral

Depois de ser contemplada, dona de casa afirma que casa da Emha ‘sumiu’

Contemplada esperou por 15 anos pela sonhada casa

Midiamax Publicado em 26/02/2015, às 13h39

None
casa_emha.jpg

Contemplada esperou por 15 anos pela sonhada casa

A dona de casa Ana Paula da Silva, de 38 anos, denuncia que foi contemplada para receber uma casa da Emha (Agência Municipal de Habitação) após esperar por 15 anos, porém, depois de entregar toda a documentação a casa ‘desapareceu’. Segundo ela, o primeiro contato, por parte da Emha, ocorreu em setembro de 2014, todavia, em janeiro de 2015 ela foi informada de que houve um engano e não havia tal imóvel em disponibilidade.

“Um assistente social da Emha me telefonou para dizer que havia sido contemplada. Depois disso, durante quatro meses frequentei a agência a fim de regularizar a documentação. As servidoras me garantiram que eu receberia a casa. Porém, em janeiro de 2015 me disseram que houve um engano e eu não receberia mais a casa. Será que vou ter que esperar por mais 15 anos?”, questiona.

Ana Paula conta que sempre que ia à agência os funcionários diziam que faltava um documento. Ela desconfia que a casa foi transferida para outra pessoa, pois a mandaram fazer uma nova inscrição, entrando, mais uma vez, na fila. “O que houve com o primeiro cadastro?”, indaga.

Outro lado

De acordo com a assessoria de imprensa da Emha, a equipe de atendimento atende todos os cadastrados com muita atenção e passa as orientações sobre o Programa Minha Casa Minha Vida com detalhes. Assim, a Emha afirma desconhecer a informação sobre o tempo de espera que a dona de casa diz possuir.

Por fim, a Emha destaca que o tempo de cadastro não é critério adotado para seleção de famílias para programas sociais de habitação popular. No caso em questão, Ana Paula da Silva deverá aguardar o andamento de seu processo.

Jornal Midiamax