Geral

Vice do Barça confirma que presidente do Real ‘fez’ caso Neymar ser julgado

O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, pode ter sido essencial para a renúncia do seu agora ex-colega Sandro Rosell, que renunciou na semana passada do cargo no Barcelona. Ao ver que o “caso Neymar” não iria ser aceito pelo juiz da Audiência Nacional, o dirigente merengue “mexeu os seus pauzinhos”. Segundo informações da RAC1, […]

Arquivo Publicado em 28/01/2014, às 15h11

None

O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, pode ter sido essencial para a renúncia do seu agora ex-colega Sandro Rosell, que renunciou na semana passada do cargo no Barcelona. Ao ver que o “caso Neymar” não iria ser aceito pelo juiz da Audiência Nacional, o dirigente merengue “mexeu os seus pauzinhos”.


Segundo informações da RAC1, e confirmadas por Carles Vilarrubí, vice-presidente institucional do Barcelona, Florentino Pérez viu que o caso não ia avançar, e então falou com um ex-governador, que é seu amigo, para convencer Alberto Ruiz, ministro da Justiça, a aceitar o caso, o que acabou acontecendo, e que culminou na renúncia de Sandro Rosell.


“Como vice-presidente do Barcelona, não posso desmentir isso. Algum dia se saberá tudo o que aconteceu, como ocorreu com o “caso Di Stéfano”. Este caso supera a via judicial”, disse o dirigente, fazendo referência ao ex-jogador que o Real Madrid “roubou” do Barcelona no passado.


A polêmica envolvendo a contratação de Neymar não acaba. Depois de a nova diretoria explicar todos os detalhes, surgem novas informações de que o Barcelona pode ter que pagar impostos astronômicos por causa do craque, e que por isso teria tentado esconder algumas informações.

Jornal Midiamax