Geral

Ucrânia coloca unidades militares em estado de alerta máximo

Em meio a crescente tensão entre Ucrânia e Rússia, o ministro da Defesa ucraniano, Igor Teniuj, declarou neste sábado (20) que pôs suas unidades militares em estado de alerta máximo por causa da situação na Crimeia, onde tropas russas tomam o controle de pontos estratégicos. A Crimeia é uma região autônoma da Ucrânia cuja maioria […]

Arquivo Publicado em 01/03/2014, às 14h46

None

Em meio a crescente tensão entre Ucrânia e Rússia, o ministro da Defesa ucraniano, Igor Teniuj, declarou neste sábado (20) que pôs suas unidades militares em estado de alerta máximo por causa da situação na Crimeia, onde tropas russas tomam o controle de pontos estratégicos.


A Crimeia é uma região autônoma da Ucrânia cuja maioria é alinhada à Rússia.


Teniuj fez essa declaração durante uma reunião do Conselho de Ministros em Kiev, na qual assinalou que as tropas “estão prontas para defender suas unidades militares”.


O ministro disse também que a Rússia enviou 6.000 soldados e 30 blindados à Crimeia, o que constitui uma clara violação dos acordos bilaterais.


“Neste momento, a Federação Rússia aumentou suas tropas (na Crimeia) em 6 mil soldados… e também mobilizou fora de suas bases frequentes 30 blindados nessa região”, disse.


As autoridades ucranianas denunciam a tomada em massa de alvos estratégicos na Crimeia por parte de militares russos, incluindo o aeroporto de Simferopol –o principal da região–, um posto da Guarda de Fronteiras em Sebastopol e uma base antimísseis das Forças Aéreas da Ucrânia.


O aeroporto internacional em Simferopol informou que seu espaço aéreo estava fechado e que não havia voos partindo ou chegando ao aeroporto.


“Devido às limitações no uso do espaço aéreo, o aeroporto deixou de receber voos temporariamente”, informou o aeroporto em um comunicado.

Jornal Midiamax