Geral

Tomando só um remédio por dia, idoso comemora 115 anos no Recanto São João Bosco

Seu João da Rosa comemorou nesta terça-feira (24) 115 anos no Recanto São João Bosco. Dois meses e dois dias mais velho que Campo Grande, o idoso, nascido na fazenda Santo Antônio, em Maracaju, toma apenas um remédio por dia, o AAS (ácido acetilsalicílico). “Ele é descendente de índio e era fazendeiro no Pantanal. Sempre […]

Arquivo Publicado em 24/06/2014, às 19h29

None
1646839959.jpg

Seu João da Rosa comemorou nesta terça-feira (24) 115 anos no Recanto São João Bosco. Dois meses e dois dias mais velho que Campo Grande, o idoso, nascido na fazenda Santo Antônio, em Maracaju, toma apenas um remédio por dia, o AAS (ácido acetilsalicílico).

“Ele é descendente de índio e era fazendeiro no Pantanal. Sempre gostou do contato com a natureza, tinha alimentação saudável, é um homem forte”, aponta o diácono José Carlos Viana, diretor do Recanto.

João não é só exemplo de longevidade. É querido por todos no Recanto e quando seu nome vem à tona o primeiro adjetivo que se escuta é prestativo. Funcionários revelaram que seu João costumava ajudar os mais debilitados. “Ele ajudava o grupo. Lavava louça, dava comida na boca”, conta Cintia Cacho, enfermeira que cuida de seu João desde 2008.

Nos últimos anos João perdeu a fala e a audição. “É natural fisiologicamente, é da idade, ele foi regredindo com o passar dos anos. Mas sempre foi muito ativo, conversava bastante e gostava de contar da sua vida na fazenda”, lembra a enfermeira.

Apesar de ser o mais velho, seu João não é o com mais tempo de casa. Com 21 anos de casa, ele perde para dona Julia Hernandez, há 23 no asilo. “Isso mostra que o amor e o carinho dos funcionários, aliados às doações tem dado resultado”, destaca José Carlos.

O diretor contou que o asilo perdeu contato com os familiares do aniversariante, que costumavam visitá-lo até poucos anos atrás. Mas o Recanto cheio de gente celebrando a data e a vida de Seu João, o tranquilizam. O homem que tanto ajudou, sabe: está bem cuidado.

Jornal Midiamax