Geral

Ser atendido por neurocirurgião em postos de saúde da Capital pode demorar até um ano

Se você precisa marcar uma consulta com neurocirurgião em alguma Unidade Básica de Saúde (UBS) de Campo Grande, prepare-se para esperar. Sem especialistas nos postos de saúde, o cidadão tem que agendar consulta e aguardar vaga, que pode demorar de seis meses a um ano. Rosinez Espinosa, 44, faqueira, foi ao posto de saúde do […]

Arquivo Publicado em 25/02/2014, às 13h00

None

Se você precisa marcar uma consulta com neurocirurgião em alguma Unidade Básica de Saúde (UBS) de Campo Grande, prepare-se para esperar. Sem especialistas nos postos de saúde, o cidadão tem que agendar consulta e aguardar vaga, que pode demorar de seis meses a um ano.

Rosinez Espinosa, 44, faqueira, foi ao posto de saúde do Parque do Sol nesta segunda-feira (25), tentar marcar consulta para ela e para sua neta. “Tinha tentado marcar consulta no início do mês e mandaram-me voltar hoje. Avisaram-me que meu pedido é muito recente e que deve demorar entre seis meses e um ano para sermos atendidas”, conta.

A faqueira está com inchaço na cabeça há vinte dias, já teve quatro lapsos de memória e princípio de infarto. Toma duas doses de medicamento para dor neuropática por dia. “Preciso de um diagnóstico urgente, para saber se tenho que fazer cirurgia”, revela.

Rosinez alegou a urgência de seu caso e também de sua neta de nove anos, que teve um surto e tem que descobrir qual doença tem, e foi informada que há situações piores e pedidos mais antigos que têm que ser atendidos primeiro.

“Continua muito ruim a saúde pública. É muito tempo para esperar. Vou ter que procurar atendimento particular e gastar o pouco dinheiro que tenho”, reitera.

A Prefeitura de Campo Grande informou que não há especialistas nas UBS da cidade e que as consultas são agendadas para o Centro de Especialidades Municipal (CEM).

Jornal Midiamax