Geral

Riscos de exposição à substância cancerígena presente na gasolina é tema de campanha na Capital

O benzeno, uma substância cancerígena, que é um dos componentes da gasolina, será o tema de uma campanha realizada na próxima segunda-feira (6), em Campo Grande. A mobilização tem o objetivo de conscientizar motoristas, frentistas e donos de postos de combustíveis sobre os perigos da substância. A data da mobilização foi escolhida em alusão ao […]

Arquivo Publicado em 03/10/2014, às 21h46

None

O benzeno, uma substância cancerígena, que é um dos componentes da gasolina, será o tema de uma campanha realizada na próxima segunda-feira (6), em Campo Grande. A mobilização tem o objetivo de conscientizar motoristas, frentistas e donos de postos de combustíveis sobre os perigos da substância.


A data da mobilização foi escolhida em alusão ao dia 5 de outubro, quando é celebrado no país o Dia Nacional de Luta Contra a Exposição ao Benzeno. Em 2011, um frentista morreu em Dourados como consequência da exposição ao benzeno durante os 29 anos em que trabalhou nessa atividade. Os consumidores tem uma exposição pequena à substância, mas não há níveis seguros de exposição ao produto.


A primeira atividade do dia será uma panfletagem para distribuição de material informativo sobre o tema, às 9 horas, no posto Tereré, próximo ao Shopping Campo Grande.


Durante a tarde, das 14 às 18 horas, haverá palestra sobre o tema com o coordenador geral da Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde, Jorge Mesquita Huet Machado e uma reunião técnica com os proprietários de postos de combustível e abastecedoras, no anfiteatro do Colégio Dom Bosco.


Em Mato Grosso do Sul, a campanha é realizada pelo FSSHT/MS (Fórum de Saúde, Segurança e Higiene no Trabalho do Estado) com apoio do MPT (Ministério Público do Trabalho), do SRTE/MS (Núcleo de Segurança e Saúde no Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego ), do Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador de Mato Grosso do Sul, da Fundacentro (Fundação Jorge Duprat e Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho), do Sestrab/Sesau  (Serviço de Fiscalização em Saúde do Trabalhador), dentre outras entidades integrantes do Fórum, e do Sindicato dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Mato Grosso do Sul.

Jornal Midiamax