Geral

Relatório: na Assistência Social, quase R$ 7 milhões em verbas federais estão parados

O relatório apresentado na manhã desta segunda-feira pelo prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte, revela que o município deixou de aplicar quase R$ 7 milhões em projetos de assistência social. Conforme o documento, são recursos federais provenientes do Fundo Nacional de Assistência Social. Como consequência disso, o relatório da prefeitura aponta prejuízo em projetos que […]

Arquivo Publicado em 24/03/2014, às 13h02

None

O relatório apresentado na manhã desta segunda-feira pelo prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte, revela que o município deixou de aplicar quase R$ 7 milhões em projetos de assistência social. Conforme o documento, são recursos federais provenientes do Fundo Nacional de Assistência Social.

Como consequência disso, o relatório da prefeitura aponta prejuízo em projetos que atendem crianças, adolescentes, idosos e famílias em situação de vulnerabilidade social. Os problemas incluem falta de alimentação; falta de material de limpeza, de expediente e gráfico; falta de manutenção de prédios públicos; falta de capacitação de servidores.

Ainda em relação à SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), o “Relatório Geral” da prefeitura denuncia falta de combustíveis e sucateamento da frota. Com isso, ficaram prejudicados serviços como o acolhimento de moradores de rua e atendimento a idosos em situação de abandono.

“Todos esses itens impactaram negativamente na qualidade da prestação de serviços na assistência social”, conclui o documento. Em seguida, a prefeitura promete “imediata reprogramação e aprovação da utilização dos recursos dos convênios”, além de elaborar um plano de trabalho para o uso das verbas federais disponíveis nesta área.

Jornal Midiamax