Geral

Quase todos os deputados estaduais do Estado estão de olho na reeleição

Dos 24 deputados estaduais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, quase todos estão de olho na reeleição. Além do presidente, Jerson Domingos (PMDB), que deve ir para o Tribunal de Contas do Estado no fim do ano, outros dois estão em dúvidas e um pretende disputar uma vaga na Câmara dos Deputados. Da […]

Arquivo Publicado em 09/02/2014, às 16h36

None

Dos 24 deputados estaduais da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, quase todos estão de olho na reeleição. Além do presidente, Jerson Domingos (PMDB), que deve ir para o Tribunal de Contas do Estado no fim do ano, outros dois estão em dúvidas e um pretende disputar uma vaga na Câmara dos Deputados.


Da bancada do PT, os quatro vão se candidatar à reeleição. Pedro Kemp, Cabo Almi, Laerte Tetila e Amarildo Cruz vão se empenhar este ano para permanecerem no cargo. Amarildo foi o único que não cumpriu os quatro anos de mandato. O petista assumiu a cadeira deixada pelo prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), no início de 2013.


O PMDB tem seis deputados e apenas um não vai disputar a reeleição porque tem planos de ir para o Tribunal de Contas do Estado. Os cinco restantes Marquinhos Trad, Eduardo Rocha, Júnior Mochi e Maurício Piccarelli e o deputado licenciado Carlos Marun vão brigar para continuarem no legislativo estadual. Marun vai retornar em abril quando termina o prazo de desincompatibilização.


Os tucanos que hoje são quatro, mas depois de abril reduziram para três com a saída de Professor Rinaldo para o retorno de Marun. Rinaldo assumiu a cadeira quando o peemedebista foi nomeado secretário do Estado de Habitação. Rinaldo vai tentar voltar a Assembleia no próximo mandato e Dione Hashioka e Onevan de Matos tentarão a reeleição. Já Márcio Monteiro vai disputar para deputado federal.


Entre os deputados do PR, apenas Londres Machado ainda não definiu se tentará sua 12ª reeleição. Paulo Corrêa e Antônio Carlos Arroyo disputarão a eleição para o mesmo cargo.


Os deputados do PTdoB – Mara Caseiro e Marcio Fernandes – e do PDT – Felipe Orro e o mais novo filiado George Takimoto, que deixou o PSL no ano passado – todos concorrerão para ficarem na Assembleia.


Dos novos partidos, Pros e Pen, Osvane Ramos e Lauro Davi e Lidio Lopes, respectivamente, também vão lutar para não deixarem o Legislativo. E do tradicional DEM, Zé Teixeira continua indeciso se tentará a reeleição.

Jornal Midiamax