Geral

Professores de escolas e universidades particulares querem 15% de reajuste salarial

Professores e funcionários de escolas e universidades particulares do estado reúnem-se amanhã (8) na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Mato Grosso do Sul (Sintrae/MS), para encaminhar proposta às escolas e universidades de reajuste de 15% para todas as categorias. “Este é o momento de fortalecermos a categoria”, afirma Eduardo Botelho, […]

Arquivo Publicado em 07/02/2014, às 13h42

None

Professores e funcionários de escolas e universidades particulares do estado reúnem-se amanhã (8) na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Mato Grosso do Sul (Sintrae/MS), para encaminhar proposta às escolas e universidades de reajuste de 15% para todas as categorias.

“Este é o momento de fortalecermos a categoria”, afirma Eduardo Botelho, presidente do Sintrae/MS, que pede o comparecimento maciço de professores e funcionários de escolas e universidades particulares de Mato Grosso do Sul.

Segundo o presidente do Sindicato, as universidades e escolas privadas de Campo Grande ficaram com lucro em torno de 13% este ano. “São números que alicerçam e dão sustentação ao nosso pedido de 15% de reajuste”, afirma. Ainda de acordo com Botelho, o faturamento das instituições particulares de ensino superior no País cresceu 30% em dois anos.

“A nossa reivindicação está dentro das possibilidades das faculdades e escolas. Queremos alcançar juntos futuras melhorias salariais e de trabalho para nossa categoria”, finalizou.

Jornal Midiamax