Geral

Professora Rose diz que nome para Senado na chapa de Reinaldo pode mudar até dia 30

No post em que Reinaldo anunciou nome do PSD na chapa majoritária, os comentários deram o tom de desaprovação.

Arquivo Publicado em 03/06/2014, às 11h00

None
287785624.jpg

No post em que Reinaldo anunciou nome do PSD na chapa majoritária, os comentários deram o tom de desaprovação.

Sobre os comentários internos de descontentamento com a indicação do presidente do PSD, Antonio João, para concorrer ao senado na chapa do PSDB, a vereadora Rose Modesto (PSDB) se limitou a dizer que acredita em mudança até o dia 30 de junho, quando termina o prazo para as convenções partidárias.


O PSDB ofereceu uma das vagas na majoritária ao PSD que decidiu ficar com a do Senado e indicar o presidente regional do partido, Antonio João Hugo Rodrigues. No entanto, nas redes sociais e internamente, diversas pessoas criticaram o nome, que destoaria do perfil ‘carismático’ de Reinaldo Azambuja.


No post em que Reinaldo anunciou Antonio João na chapa majoritária, os comentários deram o tom da desaprovação. “Acho que não é bom esse apoio, o dono do Correio do Estado está querendo pegar carona com gente séria”, disparou Lando Gonçalves.


“Antonio João Hugo Rodrigues… Quem é ele? Politicamente não representa nada pois eleitores não o conhecem. Só vai atrapalhar o Reinaldo Azambuja”, criticou Lenine Ferreira da Silva. “Tenho dúvidas desse apoio. O AJ tem muita rejeição. O PSD poderia apoiar, mas sem o AJ como candidato”, resumiu Edil Silveira.


“O senhor tem certeza de que esse é o melhor caminho, deputado? Esse AJ até poucos dias defendia o candidato do PMDB com unhas e dentes, e são muitos amigos, que eu sei”, avisou Wilson Nascimento.


Para a vereadora do PSDB em Campo Grande, no entanto, a decisão ainda não está fechada. Ela foi a segunda mais votada nas eleições para Câmara Municipal da Capital e diz que “até dia 30 muita água vai rolar”.


Antes de oficializar a vaga ao PSD, o pré-candidato ao governo, deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB), tinha sugerido de a vaga ficar com o DEM. Os dois partidos são ex-aliados do PMDB.


O nome de Rose, inclusive, foi pedido pelos correligionários no encontro do “Pensando MS” em Três Lagoas, no dia 17 de maio. A vereadora disse não ter nenhuma pretensão eleitoral este ano, a menos que o partido a indique para algum cargo. “Estou a disposição do partido. O que ele precisar que eu seja, serei”, afirmou Rose.


O PSDB ainda não definiu o nome para a vaga de vice. Há possibilidade de a vaga ficar com SDD. Mas também já foi cogitado do DEM indicar um nome.

Jornal Midiamax