O presidente do banco central da China, Zhou Xiaochuan, afirmou nesta quinta-feira que o governo vai aumentar a flexibilidade do iuan e reduzirá a intervenção no mercado.

Ele falou durante as conversações anuais de alto nível entre a China e os Estados Unidos.