Geral

PMA completa 27 anos e desenvolve diversas atividades de Educação Ambiental na Capital

Hoje (19) a Polícia Militar Ambiental completa 27 anos de criação. Inicialmente foi criado para prestar apoio ao Instituto de Controle Ambiental (Inamb), órgão responsável à época, pela fiscalização ambiental, mas com a extinção do órgão em 1987 suas atribuições foram repassadas a PMA, conferindo-lhe o poder de Polícia Ambiental. Em 2000, o nome da […]

Arquivo Publicado em 19/03/2014, às 14h09

None
634537177.jpg

Hoje (19) a Polícia Militar Ambiental completa 27 anos de criação. Inicialmente foi criado para prestar apoio ao Instituto de Controle Ambiental (Inamb), órgão responsável à época, pela fiscalização ambiental, mas com a extinção do órgão em 1987 suas atribuições foram repassadas a PMA, conferindo-lhe o poder de Polícia Ambiental.

Em 2000, o nome da Unidade foi mudado de Companhia Independente de Polícia Militar Florestal para Ambiental, por meio do decreto estadual 9773/2000, nome mais abrangente que combinava com a fiscalização que sempre fora exercida desde a criação, ou seja, todas as infrações e crimes relacionados ao meio ambiente.

Atualmente enfrentam-se entre outras infrações e crimes ambientais a pesca predatória, com ótimo desempenho preventivo durante a fiscalização em período de piracema e quando a pesca encontra-se aberta, fazendo com que os números de apreensões diminuam a cada ano.

Em 2002, a Companhia passou a Batalhão, sendo denominado 15º Batalhão de Polícia Militar Ambiental.

A Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso do Sul é referência para policiais de outros Estados e para a população sul-mato-grossense.

Como a data coincide com a Semana da Água, as atividades comemorativas serão voltadas com trabalhos de Educação Ambiental. Entre os dias 17 a 21 o projeto Florestinha realizará trabalhos educacionais para estudantes no Parque Cônsul Assaf Trad, em Campo Grande, com oficinas ambientais e teatro de fantoche todas as tardes.

Jornal Midiamax