Geral

Passageiro reclama de falta de água em bebedouro do Terminal Morenão

Falta de água nos bebedouros é problema antigo nos terminais de ônibus da Capital

Midiamax Publicado em 30/12/2014, às 22h07

None
terminal_morenal_-_whatsapp.jpg

Falta de água nos bebedouros é problema antigo nos terminais de ônibus da Capital

A tarifa de R$ 3,00 do transporte coletivo ainda entristece muitos passageiros, principalmente quando eles se deparam com problemas antigos nos terminais de ônibus de Campo Grande. Nesta terça-feira (30), não havia água nos bebedouros do Terminal Morenão, localizado na Avenida Costa e Silva, na Vila Progresso na Capital.

A situação foi denunciada por um leitor do Jornal Midiamax, no entanto, este é um problema antigo e que até o momento permanece sem solução no Terminal que integra 20 linhas de ônibus de Campo Grande. Em setembro deste ano, a equipe de reportagem foi ao local e verificou o mesmo problema.

Para o auxiliar de produção Cleber Humberto, de 32 anos, a situação não faz jus ao preço cobrado pela passagem do transporte coletivo.

“Eu ando pouco de ônibus, mas quero ver os resultados que justifiquem o preço da tarifa ser R$ 3. No calor que está difícil para quem está com sede e não pode comprar água”, ressaltou. a situação provoca dúvidas para os passageiros. “Vai saber se não é um esquema para obrigar a pessoa a comprar água”, disse o auxiliar de produção.

A equipe de reportagem encaminhou um e-mail para a assessoria de comunicação da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), para saber o motivo pelo qual não havia água nos bebedouros e a previsão para que o problema seja solucionado, no entanto, já havia passado do horário de expediente e não foi possível obter retorno até o fechamento desta matéria.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Jornal Midiamax

O leitor enviou as informações ao WhatsApp da redação, no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem diretamente com os jornalistas do Jornal Midiamax. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total anonimato garantido pela lei.

Jornal Midiamax