Geral

Paquistaneses são detidos acusados de canibalismo

A polícia paquistanesa prendeu nesta terça-feira um segundo homem suspeito de canibalismo. O detido teria comido com o irmão um bebê, que teve a cabeça encontrada na casa da família em uma localidade do centro do país. A polícia anunciou na segunda-feira a detenção na área remota de Darya Khan, em Punjab, de Mohamad Arif, […]

Arquivo Publicado em 16/04/2014, às 11h56

None
1747157443.jpg

A polícia paquistanesa prendeu nesta terça-feira um segundo homem suspeito de canibalismo.

O detido teria comido com o irmão um bebê, que teve a cabeça encontrada na casa da família em uma localidade do centro do país.

A polícia anunciou na segunda-feira a detenção na área remota de Darya Khan, em Punjab, de Mohamad Arif, que confessou ter cozinhado e comido o bebê que seu irmão havia exumado de um cemitério próximo.

A polícia encontrou a cabeça de um recém-nascido de dois dias na casa que os irmãos dividem e iniciou uma operação para encontrar o fugitivo.

“O segundo suspeito foi detido”, afirmou nesta terça-feira Ameer Abdula, chefe de polícia do distrito local de Bhakkar.

Os dois irmãos, abandonados pela família há vários anos, foram detidos em 2011 por um caso similar de canibalismo e liberados ano passado.

O Paquistão não tem uma lei específica de proibição do canibalismo, algo extremamente raro no país, assim como no resto do mundo.

As autoridades abriram um processo por “profanação” de cadáveres contra os dois irmãos, que serão submetidos a exames psiquiátricos.

Jornal Midiamax