Geral

Papa critica casais que optam por não ter filhos

Fidelidade, perseverança e fecundidade são as características de um autêntico matrimônio, de acordo com o papa Francisco, que nesta segunda-feira (2) se reuniu com casais de 25, 50 e 60 anos durante uma missa celebrada na Casa de Santa Marta, no Vaticano. O papa criticou os casamentos estéreis “por escolha”, a favor do bem-estar econômico. […]

Arquivo Publicado em 02/06/2014, às 14h21

None

Fidelidade, perseverança e fecundidade são as características de um autêntico matrimônio, de acordo com o papa Francisco, que nesta segunda-feira (2) se reuniu com casais de 25, 50 e 60 anos durante uma missa celebrada na Casa de Santa Marta, no Vaticano. O papa criticou os casamentos estéreis “por escolha”, a favor do bem-estar econômico. “A cultura do bem-estar econômico há 10 anos nos convenceu que era melhor não ter filhos”, comentou Francisco.

“É melhor ser livre para conhecer o mundo, tirar férias, ter uma casa de campo. É melhor também ter um cachorrinho, dois gatos, para distribuir amor. Não é assim que vemos? Vocês já viram isso? No fim de um casamento assim, chega a solidão, a amargura, pois não é fecundo. Jesus fecunda sua Igreja”, afirmou. “A fidelidade é como uma luz sobre o matrimônio. A fidelidade do amor deve existir sempre”, explicou o papa, ressaltando que “a vida em casal também exige perseverança”, tanto nos momentos “belos, quanto nos difíceis, nos problemas econômicos, com os filhos”.

Jornal Midiamax