Geral

Pais devem estar atentos a foto dos filhos publicadas da internet

A maioria dos pais quer registrar cada momento da infância de seus filhos. Quer de certa forma eternizar cada fase, mas vivemos a geração do compartilhamento, em que uma frase, uma foto se espalha entre milhares de pessoas numa questão de minutos. E aquela foto de seu filhote fazendo graça, que você postou para que […]

Arquivo Publicado em 22/02/2014, às 13h06

None

A maioria dos pais quer registrar cada momento da infância de seus filhos. Quer de certa forma eternizar cada fase, mas vivemos a geração do compartilhamento, em que uma frase, uma foto se espalha entre milhares de pessoas numa questão de minutos. E aquela foto de seu filhote fazendo graça, que você postou para que seus amigos e familiares pudessem acompanhar o desenvolvimento do pequeno, podem acabar caindo nas mãos erradas.

Pedofilia, sequestro, roubo, bullying. Uma simples imagem pode dar uma dor de cabeça para uma vida toda. É extremamente difícil controlar dados online: uma vez postada uma imagem, ela estará disponível para sempre, pois ainda que você a delete, alguém pode tê-la salvado.

É impossível estar totalmente seguro, afinal em mundo cada vez mais conectado as pessoas se acostumaram com a praticidade que a internet proporciona. Mas se algumas medidas forem tomadas as chances de sua família ser vítima de gente mal-intencionada diminuem muito.

Fotos que jamais devem ser postada s na web

Aquela foto fofinha de uma criança nua tomando banho ou de fraldas pode não ser vista desta forma por pedófilos que chegam a pagar mil reaiss por uma imagem assim nas redes de pedofilia.

A foto é de seu filho fazendo gracinha, mas ao fundo tem o número da casa, o nome de uma loja, um ponto de referência qualquer que dê pistas de onde a criança mora. Com o Google, é possível encontrar qualquer endereço.

Uma gracinha da criança hoje pode vir a ser o bullying no futuro. Imagine seu filho adolescente vendo a foto que você está publicando. A imagem é dele, e é pela privacidade deste indivíduo que se deve zelar.

Redes sociais, como Facebook e Instagram, e algumas câmeras são capazes de registrar o local em que as fotos são tiradas. Desabilite esta função nas configurações do dispositivo, assim criminosos terão mais trabalho em saber onde está sua família neste momento.

Essas são algumas dicas para que uma foto publicada hoje não venha dar dor de cabeça amanhã. Aquilo que você não gostaria de ver exposto num outdoor no meio da cidade não deve ser publicado. O que é se posta na web fica registrado para sempre e jamais poderá ser totalmente deletado.

Jornal Midiamax