Geral

Pais choram morte de bebê que teve coluna quebrada no parto nos EUA

Depois de perderem a filha no parto, o casal Allen Coats e Rachel Melancon, do Texas, nos Estados Unidos, planejam processar o hospital onde a menina nasceu por suposto erro médico. O crânio da menina foi esmagado e sua coluna vertebral quebrada, após um procedimento durante o parto. A informação é do site Daily Mail. […]

Arquivo Publicado em 06/01/2014, às 12h17

None
874289568.jpg

Depois de perderem a filha no parto, o casal Allen Coats e Rachel Melancon, do Texas, nos Estados Unidos, planejam processar o hospital onde a menina nasceu por suposto erro médico. O crânio da menina foi esmagado e sua coluna vertebral quebrada, após um procedimento durante o parto. A informação é do site Daily Mail.

De acordo com a publicação, o obstetra do Centro Médico do Sudeste Texas, que participou do procedimento, teria utilizado um fórceps durante o nascimento da filha do casal no dia 28 de dezembro. O dispositivo ficou preso em torno da cabeça do bebê. De acordo com Coats, houve um som de estalo durante o parto.

A menina Olivia Marie sobreviveu por cinco dias depois de ter sofrido danos no cérebro e ter tido a coluna fraturada. Além de planejar processar a obstetra, o casal também faz uma campanha no Facebook para recolher assinaturas contra o uso de fórceps em todos os nascimentos.

Segundo Rachel, ela pediu ao médico que fizesse uma cesariana, mas não foi atendida. De acordo com sua sogra, Angie Costs, sua nora ficou 18 horas em trabalho de parto, e então o médico começou a usar o objeto.

“Quando ele tocou a parte superior e lateral do crânio, ouvimos um barulho.”

Rachel foi levada para uma cesariana de emergência, mas quando Olivia finalmente nasceu ela não conseguia respirar. O bebê foi levado para outro hospital, onde os pais foram informados de que ela havia sofrido inúmeras fraturas.

A mãe ainda conta que se lembra que, ao nascer, a menina não fez nenhum barulho.

“Não havia choro e pediram para meu marido sair da sala.”

Com a sua morte, a válvula do coração e do tecido de suas pernas e joelhos foram doados para salvar a vida de outro bebê.

Jornal Midiamax