Geral

Oficina de Intervenção Urbana acontece nesta sexta em Campo Grande

No dia 15 de agosto, das 8h às 18 horas, o Sesc Horto promove a oficina Intervenção Urbana ministrada pelo professor Dr. Marcelo Denny da Universidade de São Paulo e pela Professora Priscilla Toscano, artista pesquisadora que participa do projeto Experimentos em Performance desde 2011 vinculado ao Laboratório de Práticas Performativas da USP e que […]

Arquivo Publicado em 10/08/2014, às 19h44

None

No dia 15 de agosto, das 8h às 18 horas, o Sesc Horto promove a oficina Intervenção Urbana ministrada pelo professor Dr. Marcelo Denny da Universidade de São Paulo e pela Professora Priscilla Toscano, artista pesquisadora que participa do projeto Experimentos em Performance desde 2011 vinculado ao Laboratório de Práticas Performativas da USP e que desenvolve intervenções urbanas desde 2009.

Na primeira parte da oficina haverá a análise e o debate de material fotográfico e videográfico sobre algumas das principais referências da intervenção urbana artística e suas relações com o teatro, a dança, a performance e as artes visuais, enfocando trabalhos em espaços originalmente não dedicados à fruição artística (site specific performance), incluindo experiências no fluxo das ruas.

Na segunda parte, os participantes vivenciam ações performativas centradas no conceito de coralidade, tendo diferentes espaços como ponto de partida de criação. Ao final da oficina realiza-se a intervenção urbana “Cegos” colocando os cinquenta participantes da oficina juntamente com toda a equipe do Desvio Coletivo para atuar na rua. Desta maneira pode-se compartilhar com a comunidade os experimentos de criação e aprendizagem da performance.

O investimento é de R$ 30,00 para comerciários e dependentes e de R$ 15,00 para os demais usuários. No dia 16 de agosto, às 12 horas, a Cia Desvio Coletivo de São Paulo promove a intervenção “Cegos” no centro de Campo Grande.

Na intervenção que acontece nas ruas de Campo Grande no dia 16 de agosto, dezenas de executivos, homens e mulheres, vestidos a rigor, portando maletas, bolsas, celulares e documentos, caminham lentamente cobertos de argila e de olhos vendados. Misturam-se aos pedestres desestabilizando o fluxo cotidiano do centro da cidade. Essa imagem faz uma crítica à condição massacrante característica de todo tipo de trabalho corporativo iconizado na indumentária tradicional de executivos e empresários, de terno e gravata. Cegos foi concebido pelos diretores Marcos Bulhões e Marcelo Denny e realizado originalmente pelo Desvio Coletivo e o Coletivo Pi na Av. Paulista em São Paulo. Dentro da programação do palco giratório esta intervenção funciona aliada a uma oficina de intervenção urbana que prepara seus participantes para vivenciá-la.

Jornal Midiamax