Geral

Obama estuda bombardeio contra jihadistas do Isis

O presidente norte-americano, Barack Obama, está avaliando realizar um bombardeio aéreo contra os militantes do grupo jihadista Isis no Iraque, informaram hoje, dia 7, fontes do governo ao jornal New York Times. Ainda de acordo com a publicação, durante uma reunião na Casa Branca com sua equipe de segurança nacional, Obama sugeriu uma série de […]

Arquivo Publicado em 07/08/2014, às 15h54

None

O presidente norte-americano, Barack Obama, está avaliando realizar um bombardeio aéreo contra os militantes do grupo jihadista Isis no Iraque, informaram hoje, dia 7, fontes do governo ao jornal New York Times. Ainda de acordo com a publicação, durante uma reunião na Casa Branca com sua equipe de segurança nacional, Obama sugeriu uma série de opções que vão desde o lançamento de alimentos e medicamentos ao monte Sinjar — onde estão presas ao menos 40 mil pessoas de minorias religiosas –, até o bombardeio das estações do Isis instaladas nas encostas da montanha.


“Pode haver um desastre humanitário naquele lugar”, disseram fontes ao New York Times, explicando como a decisão de Obama é “iminente”. O Conselho de Segurança (CS) das Nações Unidas (ONU), por sua vez, convocou para hoje, dia 7, uma reunião de urgência sobre a situação no Iraque. O Iraque e a Síria enfrentam, desde o final de junho, os militantes do grupo terrorista Estado Islâmico do Iraque e do Levante (Isis) e jihadistas. Eles anunciaram um califado nas áreas que controlam. O termo se refere a um Estado Islâmico regido por um califa (guia espiritual e político), que neste caso será o Abu Bakr al-Baghdadi, que receberá o título de “Califa Ibrahim”.


O “Estado Islâmico” se estende de Aleppo, na Síria, até a província de Diyala, no Iraque, e foi formado por avanços do Isis nas últimas semanas. O objetivo do Isis é formar um estado único, do Mediterrâneo ao Golfo Pérsico, como nos tempos medievais.

Jornal Midiamax